Doutor Jairo
Testeira
Colunas / Lilian Akemi Ota » Pele

Descubra os principais cuidados com a pele e com os cabelos no inverno

Boa alimentação, hidratação e cuidado com os banhos quentes são essenciais para cuidar bem da pele - iStock
Boa alimentação, hidratação e cuidado com os banhos quentes são essenciais para cuidar bem da pele - iStock

Lilian Akemi Ota Publicado em 22/07/2021, às 13h00

A pele, juntamente com seus anexos (cabelos e unhas), constitui o maior órgão do corpo humano - e tratar bem desse órgão no inverno não é tarefa difícil. Aprenda a seguir os passos básicos para ter pele, cabelos e unhas saudáveis durante os meses frios.

1. Cuide da sua alimentação

Tudo começa por aqui! O sistema biológico, que inclui a pele e seus anexos, trabalha de forma otimizada com uma alimentação saudável.

Inclua em sua dieta muitos vegetais (legumes e verduras de todas as cores) e grãos ricos em substâncias oleaginosas, como amêndoas, castanhas, pistache e nozes. Esses grãos contêm gorduras insaturadas, que fazem bem ao coração e também ajudam na hidratação da pele e no bom funcionamento das glândulas sebáceas. 

Além disso, evite alimentos ultraprocessados, pois sua elevada concentração de substâncias químicas deteriora as células e leva ao envelhecimento precoce.

Por fim, beba muita água! Somos feitos de 70% de água, assim como o nosso planeta. Estarmos vivos só é possível devido às reações químicas que acontecem dentro do nosso organismo e, para que isso ocorra, precisamos de um meio aquoso. Sem água não há vida e, se bebemos pouca água, todas as reações químicas dentro de nós ocorrem de maneira insatisfatória.

2. Hora do banho

A água quente faz mal à pele, levando ao seu ressecamento/envelhecimento. Nas áreas onde há maior quantidade de glândulas sebáceas, produtoras de oleosidade, há um aumento da sua produção, gerando acne e/ou seborreia.

Impossível não tomar um banho mais quente no frio? Então eles devem ser breves: no máximo cinco minutos. 

Outra dica é deixar para lavar a face na pia - e, sim, com água fria. Água quente na face leva ao envelhecimento precoce, o que quer dizer aumento das rugas e da flacidez. Não vai adiantar nada aplicar aquele creme super caro e deixar o rosto esturricando no chuveiro.  

O uso de sabonetes sempre lesiona a pele e eles não deveriam ser utilizados, pois seu pH é muito alto (acima de 8) e o pH da pele é ácido (em torno de 4,6). O resultado disso é o ressecamento e o envelhecimento precoce da pele. 

O pior é que o brasileiro, que é considerado um dos povos mais limpos do planeta, tem o hábito de tomar três, às vezes até mais banhos ao dia, todos bem quentinhos e demorados, com bucha ou esfregão e com um sabonete que faz mais espuma do que sabão em pó, porque tem a crença de que se não faz espuma não limpa. Uma desgraça total! 

Historicamente, só para entender o que ocorreu por aqui: fomos colonizados pelos europeus, que adoravam os banhos com água quente e com sabões perfumados. Porém, o inverno europeu é bem mais frio do que o do Brasil e, assim, os europeus não tinham (têm) o hábito de tomar banhos todos os dias.

Já o povo que antes habitava estas bandas de cá, os indígenas, tomavam vários banhos ao dia, mas era no rio, onde a água costuma ser fresquinha e fria (!) e não conheciam o sabonete! Ah, mas já conheciam a bucha vegetal, que muitos hoje adoram!

Confira:

Aí aconteceu o que chamamos de sincretismo cultural. Juntamos tudo e nos tornamos o povo mais limpo do mundo! E, provavelmente, com a pele mais lesada também. A pessoa sai do banho parecendo uma panela de alumínio, com a pele toda lustrada e repuxada.

Mas isso não quer dizer que as pessoas não devam tomar banho, só não devem exagerar. O correto é tomar banhos rápidos, sem esfregar nada, nem buchas, nem paninhos, nem esponjinhas fofas. Nada! Só água e sabonete. 

Procure um sabonete que faça pouca espuma e seja branco. Quanto mais espuma, cor e perfume, mais lesivo é para a pele. Por isso, os infantis são os menos piores.

Nunca, mas nunca mesmo, utilize sabonetes bactericidas para tomar banho. Eles fazem um mal tremendo à pele, pois matam toda a microbiota do bem que vive na sua pele e está te ajudando a sobreviver! Não acredite nas propagandas enganosas, que matam 99,9% das bactérias… matam mesmo, as bactérias boas e deixam as resistentes para causar doenças!

Utilize o sabonete somente nas áreas que sujam, ou seja, pescoço, axilas, genitais e pés. E, quem tem a pele seca, deve só usar água no resto do corpo. 

Existem os sabonetes em óleo ou os syndets (sabonetes cremosos que não fazem espuma), que podem ser uma ótima opção para as peles mais exigentes e delicadas.

Na face, existem no mercado sabonetes em barra ou líquidos para todos os tipos de pele, mas lembre-se de evitar o excesso: uma gota do tamanho de uma ervilha, no caso do sabonete líquido, lava todo o rosto. E não aplique sabonete nas pálpebras. 

Se você utiliza maquiagem, aplique antes o demaquilante ou a água micelar apropriados e de boa qualidade.

3. Hidratando a pele e os cabelos

O inverno, além dos banhos quentes, traz também um clima seco. Além disso, existem muitos que gostam dos aquecedores, horríveis para a pele e mucosas, pois ressecam tudo.

Por isso, o cuidado com a hidratação deve ser redobrado. Quem já tem a pele seca deve optar por cremes. Pessoas com pele normal ou oleosa podem utilizar as loções. 

Assim, quanto mais seca a pele, mais grosso é o hidratante. E, novamente, hidratantes cheirosos e com cor não são hidratantes e podem até ressecar mais a pele. Dê preferência aos hidratantes sem ou com muito pouco cheiro. Isso vale tanto para o corpo como para a face.

Procure aplicar o hidratante imediatamente após o banho. Seque o corpo com uma toalha felpuda, sem esfregar e passe o hidratante. Assim você garante que um pouco da umidade recebida no banho ficará lacrada entre a pele e o hidratante, melhorando sua hidratação.

Outras dicas são:

  • Aplique o hidratante também nas unhas e cutículas e massageie;
  • Os óleos podem ser utilizados sempre antes do hidratante;
  • Existem no mercado óleos multifuncionais para o corpo, face  e cabelos;
  • Os cabelos também tendem a ficar mais ressecados e eletrizados nessa época do ano. Assim, dê preferência aos xampus e condicionadores hidratantes;
  • Máscaras para cabelos aplicadas semanalmente garantem a maciez dos fios durante o inverno;
  • Evite chapinhas ou secadores muito quentes. Eles ressecam mais ainda os cabelos nessa época;
  • Óleo de coco, amêndoas e até azeite extra virgem podem melhorar o aspecto dos fios.

4. Meditação e juventude

Sabia que meditar rejuvenesce? Sim! E você não precisa pagar por isso. Cada vez mais a ciência ocidental comprova o que os povos orientais já sabiam há milênios: a meditação diminui o estresse oxidativo e, com isso, leva à regeneração celular, além de auxiliar na liberação de inúmeros hormônios que levam ao bem-estar

Estudos comprovam que meditar interrompe ou diminui o encurtamento dos telômeros, partes terminais das fitas de DNA que carregam todo o código da vida. Conforme os telômeros vão encurtando, o DNA envelhece até cessar sua função e, consequentemente, o mesmo acontece com o nosso sistema celular.

Meditando você deixa todas as suas células mais felizes e elas, generosamente, respondem com uma saúde melhorada em todos os níveis, além de proporcionar calma, equilíbrio e felicidade.