Doutor Jairo
Testeira
Colunas / Lilian Akemi Ota » Beleza

Alerta: como fazer procedimentos estéticos com segurança

Verifique o produto que será utilizado no procedimento e observe se ele tem o registro da Anvisa - iStock
Verifique o produto que será utilizado no procedimento e observe se ele tem o registro da Anvisa - iStock

Redação Publicado em 14/02/2022, às 14h58

A cada dia surgem mais e mais notícias de procedimentos estéticos que deram errado e, em muitos casos, levando sequelas permanentes e até à morte.

Escrevo este texto como um alerta, e também para dar noções à população de como se proteger e garantir um tratamento estético bem realizado e com segurança.

A massificação nas mídias digitais de todo tipo de tratamento estético tem levado à completa banalização e à ideia errônea de que qualquer “profissional” é capacitado a realizar tais procedimentos. Danças coreografadas, passinhos e encenações é o que não faltam para anunciar esses tratamentos e quem os faz.

Em muitos casos se utilizam de fotos e vídeos enganosos que prometem resultados espetaculares a baixo custo. Muitos pensam: “Todo mundo faz, fica bom e é barato....”, e  acabam caindo nessas armadilhas das redes sociais.

É preciso saber que o médico ainda é o profissional mais habilitado e capacitado para realizar tratamentos estéticos com segurança. Mas aqui vale ressaltar que não é todo médico, pois muitos deles deixam de lado a ética e os valores humanos da medicina e se valem de qualquer forma, muitas delas ridículas (como as citadas acima), de ganhar clientes. “Coachs” de profissionais médicos ensinam que não existem pacientes, mas sim clientes. Triste, mas real.

Confira:

Dicas na hora de escolher

- Antes de tudo, procure um médico que zele pela saúde de seu paciente e que, portanto, coloque a ética e a moral, que regem nossa profissão, acima de qualquer interesse financeiro.

- Fique longe de clínicas e/ou profissionais que “empurram” tratamentos a qualquer custo, muitos deles sem indicação.

- Exija seus títulos profissionais e verifique se o profissional está gabaritado a realizar o procedimento que oferece.

- Veja as condições do ambiente onde o tratamento será feito, nos quesitos de aparelhagem e higiene adequados.

- E um dos pontos mais importantes: verifique os produtos que esse profissional vai utilizar em você. Pergunte sobre marcas, peça referência. Procure, se possível, não realizar o procedimento no mesmo dia. Não se deixe levar pelas insistências de quem oferece o tratamento. Anote o nome da medicação. Veja se o produto tem o registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

É seu direito e obrigação do profissional fornecer todas as  informações necessárias sobre como será feito o seu tratamento e com quais produtos.

Toxina botulínica 

No caso da toxina botulínica, que ganhou notoriedade na mídia no último final de semana, devido à notícia de um produto falsificado, é importante saber que existem no mercado brasileiro inúmeras marcas de toxina botulínica. Algumas com muita segurança e incontáveis estudos e pesquisas publicadas em periódicos científicos de confiança, e outras nem tão seguras, pois carecem de estudos.

Dessa forma, questione seu médico ANTES de realizar qualquer tratamento. Analise suas respostas e pondere.  Veja que a sua saúde SEMPRE deve vir antes de valores. O velho jargão: “o barato sai caro” deve ser levado muito em conta nos casos de tratamentos estéticos.

A máxima que nós, dermatologistas, temos em mente é que o paciente saudável, que vem à nossa procura para tratamentos estéticos, deve sair melhor do que entrou em seu consultório e NUNCA sair com alguma sequela ou doente.

Obviamente, mesmo com as condições totalmente adequadas, efeitos indesejados podem acontecer a qualquer um. Porém, o profissional especializado saberá resolver quaisquer tipos de complicação e NUNCA irá desamparar seu paciente.

Atente às todas essas orientações. Dessa forma, os resultados serão sempre satisfatórios e você não arriscará sua saúde.