Doutor Jairo
Testeira
Colunas / Lilian Akemi Ota » LGBTQIA+

Transição de gênero: como o dermatologista pode ajudar

Pacientes em transição de gênero têm encontrado opções de tratamento mais seguras e satisfatórias - iStock
Pacientes em transição de gênero têm encontrado opções de tratamento mais seguras e satisfatórias - iStock

Lilian Akemi Ota Publicado em 30/08/2021, às 10h00

Atentos às mudanças sociais que estão ocorrendo no mundo todo, dermatologistas e cirurgiões plásticos do Brasil inteiro reuniram-se, na semana passada, em um congresso on-line em que um dos temas abordados foi o tratamento para pessoas que fizeram ou pretendem fazer a transição de gênero. Trata-se de um tema atual e de grande importância social. 

O paciente que optou pela mudança de gênero tem encontrado cada vez mais opções seguras para sua saúde, e a certeza de um bom tratamento realizado por médicos especialistas muito bem capacitados para auxiliá-lo nesse processo.

Com segurança e resultados naturais

Através da utilização de produtos de alta qualidade e segurança, podemos dar a esse paciente um tratamento estético satisfatório e com resultado natural, em que as características físicas desejadas serão ressaltadas, mas sem cair em exageros que eram comuns no passado e mesmo ainda hoje, quando, infelizmente, esses pacientes, por falta de opção, escolhem clínicas clandestinas, arriscando sua saúde e a própria vida.

O dermatologista e o cirurgião plástico são os profissionais capacitados para, em primeiro lugar, acolher este paciente entendendo suas necessidades e desejos, e depois oferecer o tratamento cosmiátrico de excelência com toda segurança e ética médica, garantindo a essa pessoa seus direitos, cidadania e acolhimento social.

Possibilidades

Dentre os tratamentos, podemos destacar o afinamento do rosto através de pontos específicos, suavizando e transformando uma face masculina em feminina, através da utilizacão dos preenchedores à base de ácido hialurônico e arqueamento de sobrancelhas realizado com aplicações de toxina botulínica. Os lábios também podem adquirir feminilidade ao serem tratados com ácido hialurônico.

Já pensando em uma face masculina, a mandíbula deve ser realçada, levando a um aumento da angularidade facial e tornando a expressão mais robusta e forte, além de um queixo mais quadrado, característicos das feições masculinas, e, também, sobrancelhas mais retificadas e com uma região frontal mais plana.

Esses são apenas alguns exemplos de tratamentos que podem ser feitos. O fundamental é que a pessoa busque um profissional credenciado e capacitado.