Doutor Jairo

Busca: saúde mental

Pesquisas mostram que quando estamos estressados podemos ganhar peso graças a escolhas alimentares - iStock
A ansiedade pode se manifestar de diferentes maneiras e afetar a qualidade de vida de uma pessoa - iStock
Pesquisadores acreditam que a forma como percebemos as cores pode ser afetada por nossas emoções - iStock
Pesquisas sugerem que o chocolate é benéfico na redução dos sintomas de ansiedade, mas na versão amarga - iStock
Foram entrevistadas 500 pessoas que estavam em um relacionamento, mas pensando em terminar - iStock
A ideia de que para se alcançar os objetivos você precisa usar o tempo de descanso é válida? - iStock
A irmã mais velha de Mirabel carrega o mundo nas costas e acha que não tem valor se não puder ajudar - Reprodução/YouTube
Cena do filme "Amor à Toda Prova", uma das comédias românticas que podem ajudar a melhorar o humor - Divulgação
Além das sensações de fome e frio, o corpo também dá diversos indícios de que precisa de descanso - iStock
Se você come muito produto processado, com alto teor de gordura, é mais provável que fique ansioso e deprimido - iStock
17 milhões de brasileiras já sofreram alguma forma de violência ao longo da vida - iStock
Na anorexia nervosa a pessoa evita comer por ter um medo irracional de engordar - iStock
O procedimento mais procurado por meninos é devido ao crescimento da glândula mamária, a ginecomastia - iStock
A síndrome de burnout é caracterizada por sentimento de exaustão e de desmotivação - iStock
Sociopatas se valorizam acima dos outros, não se preocupam com os sentimentos das pessoas - iStock
Pesquisa apresenta uma alternativa mais acessível e rápida para a detecção da doença - iStock
Às vezes, ter uma tarefa feita é melhor do que tê-la perfeita - iStock
O autocuidado pode ser diferente para cada pessoa e é importante encontrar o que você precisa e gosta de desfrutar - iStock
Pessoas com alto traço de ansiedade relataram reduções significativas nos sintomas apenas ouvindo a playlist - iStock
O interessante é que algumas das principais escolhas da pesquisa não eram canções muito populares - iStock
O aumento do risco de doenças cardíacas ficou evidente mesmo em adultos jovens com doença mental grave - iStock