Doutor Jairo
Leia » Saúde mental

Fazer atividade física regular é bom, mas variar é melhor ainda

O exercício físico não promove apenas a saúde física, mas também a mental
O exercício físico não promove apenas a saúde física, mas também a mental - iStock

Redação Publicado em 29/03/2021, às 16h32

Não é novidade para ninguém, e as recomendações são bem claras: atividade física é benéfica para a saúde mental. Entretanto, tudo isso depende de quão variada ela é. As informações são de um novo estudo feito por pesquisadores da Universidade da Basileia (Suíça), e elas apontam, ainda, para um dos motivos pelos quais o bem-estar emocional vem sofrendo tanto com a pandemia.  

O contexto dificulta 

Já foram realizados diversos estudos sobre os hábitos das pessoas durante esse período de isolamento social. Muitas pessoas, por exemplo, estão tentando se manter ativas mesmo com o home office e todas as limitações sobre atividades de lazer.

Outros, por sua vez, contaram estar se movendo significativamente menos do que antes da pandemia, já que muitas tarefas cotidianas foram barradas pelas medidas de controle à disseminação da Covid-19

Nesse contexto, o estudo dedicou-se a entender melhor a influência de padrões de movimento diários - como caminhar, correr, ou, até mesmo, ir ao supermercado - sobre a saúde mental.

Descobertas

Para investigar, os pesquisadores coletaram dados de GPS de 106 pacientes com transtornos mentais. Cada um dos participantes recebeu um celular que os acompanhou durante uma semana, e esse método permitiu à equipe monitorar os movimentos sem interferir na rotina diária deles. Ao final, os pesquisadores ainda compararam os dados coletados com pesquisas sobre o bem-estar e sintomas dos transtornos dos voluntários. 

Os resultados, divulgados no jornal BMC Psychiatry, mostraram que quanto mais as pessoas se moviam e quanto mais variados eram esses movimentos, maior a sensação de bem-estar. Entretanto, não houve nenhuma influência nos sintomas das doenças. 

Para os pesquisadores, apesar de a atividade por si só não ser suficiente para reduzir os sintomas dos transtornos mentais, as descobertas sugerem que, pelo menos, os exercícios físicos variados são capazes de melhorar a saúde mental. 

Variedade limitada 

Embora os dados da pesquisa tenham sido coletados antes da pandemia de Covid-19, os resultados são relevantes. Segundo os pesquisadores, como muitas atividades sociais de lazer foram interrompidas durante esse período, os padrões de atividade física de muita gente também tornaram-se mais monótonos. 

Sendo assim, a pesquisa sugere que, além de todos os outros fatores que vêm sendo estudados e que afetam a saúde mental da população na pandemia, a falta de variedade na atividade física pode ser algo importante para a gente levar em consideração. 

Veja também: