Doutor Jairo
Leia » Bem-estar

Ter uma vida sem estresse traz benefícios, mas também desvantagens

Pequenas situações de estresse diário nos forçam a resolver problemas
Pequenas situações de estresse diário nos forçam a resolver problemas - Freepik

Redação Publicado em 19/03/2021, às 19h00

O estresse é uma experiência humana universal e quase todo mundo lida com um episódio estressante de tempos em tempos. Mas, um novo estudo da Universidade Estadual da Pensilvânia (Estados Unidos) descobriu que não sentir nenhum estresse traz benefícios, mas também pode haver desvantagens. 

De acordo com os pesquisadores, pequenos estressores diários poderiam potencialmente beneficiar o cérebro, mesmo sendo algo negativo. Indivíduos que relataram não experimentar situações de estresse eram mais propensos a apresentar melhor bem-estar diário e menos condições crônicas de saúde. Porém, eles também apresentaram menor função cognitiva.  

Capacidade de resolver problemas 

Segundo a equipe, é possível que, ao enfrentar um episódio gerador de estresse, como precisar consertar o computador que quebrou de repente antes da reunião por vídeochamada, pode forçar o indivíduo a resolver um problema e, consequentemente, melhorar seu funcionamento cognitivo, principalmente com o envelhecimento

Muitas pesquisas anteriores associam o estresse a um maior risco para desfechos negativos, como doenças crônicas e pior bem-estar emocional. Entretanto, para os pesquisadores, alguns desses estudos nunca questionaram se pessoas que não experimentam nenhum estresse são realmente as mais saudáveis. 

Acompanhamento diário

Para a pesquisa, foram utilizados dados de 2.711 participantes. Inicialmente, eles concluíram um curto teste de cognição e, em seguida, foram entrevistados diariamente (por oito noites consecutivas) sobre o humor, condições crônicas, sintomas físicos - como dores de cabeça, tosse e dor de gargante - e o que fizeram durante aquele dia.

Além disso, os participantes também revelaram o número de estressores enfrentados, como desentendimentos com amigos ou familiares, um problema no trabalho, e o número de experiências positivas que haviam experimentado nas últimas 24 horas, como compartilhar um momento divertido com alguém em casa ou no emprego. 

Descobertas

Após a análise dos dados, os pesquisadores descobriram que aqueles que não relataram estressores ao longo do estudo - cerca de 10% dos estrevistados - pareciam ter alguns benefícios, como menor probabilidade de apresentar doenças crônicas e mau humor durante o dia. 

No entanto, esses mesmos indivíduos também tiveram pior desempenho no teste de cognição, com a diferença igualando a mais de oito anos de envelhecimento. Sem contar que eles também eram menos propensos a dar ou receber apoio emocional, bem como identificar coisas positivas que aconteciam ao longo do dia. 

Para os pesquisadores, os eventos negativos e positivos da vida estão correlacionados. Na verdade, os pequenos estressores, como discutir com alguém ou ficar preso no trânsito, são apenas um indicador que aquela pessoa está engajada na vida. 

O importante é saber lidar 

Os resultados, publicados recentemente na revista Emotion, sugerem que evitar episódios de estresse na vida pode não ser tão importante quanto mudar a forma como se responde a eles. 

Segundo a equipe, os estressores são eventos que criam desafios e experimentá-los faz parte do viver. Mesmo havendo diversos pontos negativos quando o estresse vem em excesso, também há benefícios. 

O importante é como as pessoas lidam com cada um deles. Ou seja: reagir mal ao estresse, ficando preocupado e chateado demais, é que não é saudável.

Veja também: