Doutor Jairo
Assista » Tira dúvidas

Precisa de penetração para fazer sexo?

Para as mulheres, atingir o orgasmo com a penetração é muito mais difícil
Para as mulheres, atingir o orgasmo com a penetração é muito mais difícil - iStock

Redação Publicado em 16/04/2021, às 20h00

Doutor, o sexo só acontece se tiver penetração?

Para explicar melhor, vamos fazer uma analogia: o sexo é um grande parque de diversões, ou seja, tem vários brinquedos. Sendo assim, grande parte das pessoas, quando vai a um lugar como esse, gosta de frequentar mais algumas atrações do que outras. A mesma coisa acontece quando o assunto é relação sexual.

Em geral, a penetração é um elemento importante no sexo, mas não é o único. Existem diversas outras possibilidades. Pode ter dia em que o casal não está muito a fim de fazer o "pacote completo" e opta só pela masturbação mútua ou pelo sexo oral, por exemplo. E não há nada de errado nisso. 

É um momento de intimidade entre o casal e ambos podem escolher ficar só se abraçando e focar nos beijos e nas carícias. Ou seja: o pênis é um acessório importante e, para a maioria das pessoas, é a “atração principal”. Entretanto, há muitas outras zonas erógenas envolvidas no sexo. 

É possível atingir o orgasmo sem penetração?     

Sim! E isso é possível para ambos os sexos. No caso do homem, por exemplo, pode acontecer quando ele está em um momento de intimidade com a parceria, sem, necessariamente, haver penetração. Da mesma forma, a mulher pode ter orgasmo apenas com a manipulação do clitóris, com o sexo oral e de muitas outras formas. 

Na verdade, ter orgasmo só com penetração é até mais difícil para o sexo feminino. Se compararmos as estruturas anatômicas das mulheres e dos homens, a glande do pênis corresponde ao clitóris, assim como o canal vaginal corresponde ao saco escrotal. O homem pode até gozar só com estímulo no escroto, mas isso não é o mais comum. 

O que leva a mulher ao orgasmo é o clitóris, lembrando que visualizamos apenas a menor parte dessa estrutura. O ideal é que ele seja estimulado na relação, o que é possível ser feito durante a própria penetração, com a ajuda do dedo, vibrador, ou com posições que facilitem o atrito nessa região.