Doutor Jairo
Assista » Sexo

O que fazer ou falar para instigar o namorado?

As atitudes fora da cama também contam e podem interferir na hora do sexo
As atitudes fora da cama também contam e podem interferir na hora do sexo - iStock

Redação Publicado em 13/05/2021, às 19h30

Doutor, o que fazer ou falar para instigar o meu namorado?

Primeiramente, é importante estar atenta, perceber os movimentos do parceiro – ou parceira – e tentar notar quando ele está mais disposto. Ter um olhar sensível e conversar sobre isso é essencial para perceber quando e como chegar. 

Vale lembrar que começar uma relação sexual não é algo tão óbvio assim, é necessário criar um clima. Por isso, muitas vezes, é preciso começar a instigar o outro logo pela manhã, para ter um resultado positivo no fim do dia. 

A pergunta, feita durante uma live com a sexóloga Eliany Mariussi, levantou ainda o debate sobre a ideia de que “é sempre o homem quem deve procurar”. Porém, não é bem assim que funciona, é muito mais legal quando existe uma via de mão dupla e, tanto o homem como a mulher, têm o poder da iniciativa

Eliany completou dizendo que “ainda existe muito o pensamento de que os homens têm mais tesão, mas o desejo sexual e o prazer podem ser sentidos no corpo do homem bem como no da mulher”. 

Eu quero muito, mas ele não 

Essa é uma questão clássica entre muitos casais. Nem sempre o desejo sexual é o mesmo em um relacionamento. Ou seja, há fases em que um quer fazer mais sexo do que o outro, momentos que nenhum dos dois quer transar e, ainda, fases em que ambos querem muito. Isso vai oscilando ao longo da vida do casal.  

Sendo assim, conversar, dialogar e achar um meio termo, uma frequência que satisfaça os dois, seria um primeiro ponto. Se isso não for possível, é importante entender por que a parceira - ou parceiro - está com menos interesse pelo sexo. 

Não esqueça das atitudes 

É importante pensar também sobre as atitudes fora da cama, no dia a dia. Será que está havendo carinho, afeto e a parceria com a parceira ou parceiro? Isso porque, às vezes, quando essa parte não está em ordem, pode acabar afetando negativamente o lado emocional do outro e, consequentemente, interferir no sexo

Assim, toda vez que existir uma diferença de opiniões ou posições em relação à vida sexual do casal, é essencial sentar para conversar e repensar o que pode estar acontecendo para que, dessa forma, ambos possam buscar uma solução que seja interessante para os dois.