Pular para o conteúdo

Stéfani Bays relata que arrancava fios de cabelo durante depressão; por que isso acontece?

Da Redação

6/11/2020 18:53




Na noite da última quinta-feira (5), Stéfani Bays contou que teve episódios em que arrancava fios de cabelo durante a depressão que sofreu há dois anos.

Durante uma conversa com Mirella, Lidi Lisboa e Raissa Barbosa, em ‘A Fazenda‘, a influenciadora digital deu detalhes sobre o período.

stefanibays 122195368 130787195115933 3490757055720175559 n 1 1024x682 - Stéfani Bays relata que arrancava fios de cabelo durante depressão; por que isso acontece?
Crédito: Instagram/@stefanibays

“Eu tive depressão. Fiz essa borboleta [tatuagem] quando saí dela. Horrivel, lá fora eu conto para vocês. Eu não tinha cabelo, tinha uns 40 quilos. Tenho as fotos, vocês vão ficar chocadas. Meu braço era fino, era só o osso”, disse.

A peoa ainda afirmou: “A história é muito complexa. Se eu contasse o que eu fazia, não vou falar nada para não incentivar ninguém. Era outra pessoa. Eu me machucava, arrancava os cabelos, tenho várias falhas na cabeça. Eu queria sentir dor física, um horror”.

Por que Stéfani arrancava fios de cabelo?

Pela história contada por Stéfani, é possível identificar um fenômeno chamado automutilação ou autoagressão. Isso acontece quando a pessoa acaba se machucando com cortes, queimaduras, furos e até remoção de fios de cabelo, como é o caso da influenciadora.

Durante o relato, a peoa afirma que sofre com falhas no couro cabeludo – também conhecidas como alopecia – devido à dificuldade de controle no impulso. O distúrbio é denominado como tricotilomania e pode ocorrer em diferentes partes do corpo.

Essa pode ser uma maneira de aliviar uma angústia ou ansiedade. O mesmo pode acarretar as outras formas de autoagressão. O que acontece é muitas vezes isso pode acabar em um círculo vicioso, em que a pessoa não consegue parar sem a ajuda médica, resultando em cicatrizes pelo corpo.

Estes comportamentos sofrem um aumento quando a pessoa está em um quadro de depressão, já que a ansiedade e a angústias são emoções presentes.

Vale lembrar que, em uma situação de confinamento, a pessoa tem cargas elevadas de estresse, ainda mais quando envolve uma competição. Isso pode provocar episódios de dificuldade de controle do impulso, assim como uma depressão controlada pode voltar à tona.

Veja também:

Assista, também, a outros vídeos no meu canal no YouTube
Saiba mais

Sam Smith relembra ataques de pânico, ansiedade e depressão no início da carreira

J Balvin se ausenta das redes sociais após quadro depressivo; detox digital pode ajudar?

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS