Doutor Jairo
Leia » Coronavírus

Estudo indica que quem trabalha de noite tem mais chance de ter Covid-19

Saiba o que fazer para reduzir os riscosSegundo um estudo realizado pela Universidade de Manchester, pessoas que trabalham no período noturno têm até três vezes mais chance de serem hospitalizadas por conta do coronavírus. Os pesquisadores observaram cerca
Saiba o que fazer para reduzir os riscosSegundo um estudo realizado pela Universidade de Manchester, pessoas que trabalham no período noturno têm até três vezes mais chance de serem hospitalizadas por conta do coronavírus. Os pesquisadores observaram cerca - iStock

Redação Publicado em 04/05/2021, às 17h45

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Manchester, pessoas que trabalham no período noturno têm até três vezes mais chance de serem hospitalizadas por conta do coronavírus.

Os pesquisadores observaram cerca de 6.000 britânicos com turnos de trabalho fora do horário de 9h e 17h e relacionaram se eles haviam sido internados com Covid.

Desse número, um total de 498 pessoas testaram positivo para a doença, sendo que 182 trabalharam em turnos e 316 não.

Os dados indicam que um paciente de hospital que trabalhava em turnos tinha probabilidade duas vezes maior ter Covid do que alguém que trabalhava normalmente das 9h às 17h.

O estudo ainda mostrou que trabalhadores com rotina irregular, ou seja, que atuam no turno da noite apenas alguns dias da semana tinham três vezes mais probabilidade de ter Covid grave. No trabalho, 98 deles tiveram resultado positivo. 

Por que trabalhar de noite pode ser prejudicial?

Segundo os estudiosos, com horários irregulares há um maior risco de infecção porque o sono é interrompido, o que prejudica o sistema imunológico e sua capacidade de combater infecções. Pesquisas anteriores já apontaram que trabalhadores noturnos podem ter risco mais alto de sofrer com diabetes tipo 2 e asma, entre outras condições.

Além disso, pessoas que trabalham à noite ou de madrugada costumam estar mais cansadas, logo, têm menos probabilidade de seguir as regras. Por fim, os locais de trabalho que funcionam 24 horas por dia também podem ter menos tempo para limpeza ou desinfecção, disseram os pesquisadores.

Para os pesquisadores, o que poderia ser feito para reduzir os riscos é ter regras mais rígidas no local de trabalho e, claro, seguir com a vacinação da população.

Veja também: