Doutor Jairo
Leia » Fake News

Busca por "Microchip do coronavírus" tem 3.600% de crescimento nas buscas

Buscas por cloroquina e vinagre contra o coronavírus também aumentaram
Buscas por cloroquina e vinagre contra o coronavírus também aumentaram - iStock

Redação Publicado em 06/04/2021, às 10h03

O surgimento da pandemia trouxe à tona uma série de fake news sobre o coronavírus e os tipos de cuidado e tratamento que o evitariam. Por isso, a Semrush, uma plataforma SaaS de gerenciamento de visibilidade on-line e marketing de conteúdo, analisou quais assuntos de fake news tiveram maior crescimento entre as buscas dos usuários brasileiros na internet no ano de 2020. 

Segundo o levantamento, as principais buscas englobam a cloroquina, cujo uso foi muito difundido pelo presidente da República, mas, posteriormente, se mostrou inútil no combate ao vírus.

Também pesquisaram muito sobre "microchip coronavírus", já que foi divulgado que poderia haver um microchip nas vacinas contra o vírus e este poderia ser implantado nas pessoas na hora de receber o imunizante. Além disso, "vinagre contra coronavírus" teve uma alta nas pesquisas, em decorrência da informação de que seria mais eficaz do que o uso de álcool gel e a lavagem de mãos para desinfectar, combater e prevenir o novo coronavírus. 

"É interessante observar como o comportamento do usuário funciona nesse sentido. Grande parte dessas informações falsas são divulgadas por meio das redes sociais, porém o mais correto seria o usuário pesquisar na internet para checar o que está sendo divulgado e procurar pelos respectivos termos em sites confiáveis. O problema é quando não há essa etapa e a informação é compartilhada sem checagem de um especialista no assunto", explica Erich Casagrande, gerente de marketing para o Brasil da Semrush. 

Confira o ranking completo de temas falsos com o maior aumento percentual de buscas on-line (de dezembro de 2020 a janeiro de 2021 no Brasil):

  1. Microchip coronavírus: 3.600% 
  2. Vinagre contra coronavírus: 900% 
  3. Cloroquina Bolsonaro: 560% 
  4. Cloroquina estudos: 500% 
  5. Uso de cloroquina no mundo: 500% 
  6. Hemoterapia coronavírus: 400% 
  7. Uso de cloroquina: 240% 
  8. Pangolim coronavírus: 200% 
  9. Alho coronavírus: 150% 
  10. Cloroquina corona: 150% 

Veja também: