Doutor Jairo
Assista » Saúde mental

Como lidar com o ciúmes e a exposição na internet?

O ciúmes está diretamente ligado à insegurança, baixa autoestima e autoconfiança
O ciúmes está diretamente ligado à insegurança, baixa autoestima e autoconfiança - Freepik

Redação Publicado em 14/04/2021, às 17h38

Em uma live na Twitch na última sexta-feira (09), a gamer Tamires B contou sobre o ciúmes extremo que enfrentava em um antigo relacionamento. Na época, ela começou a fazer sucesso  em transmissões de jogo e estava sendo muito assediada nos chats da plataforma, o que deixava o namorado enciumado. 

Com as redes sociais ganhando cada vez mais espaço na rotina das pessoas, não é difícil encontrar casos como o da Tamires: ciúmes provocado pela exposição na internet. 

Em geral, o ciúmes diz muito mais a respeito de quem sente do que sobre o relacionamento ou o parceiro(a). Isto é, o problema surge porque existe a insegurança, uma questão de autoestima e autoconfiança. Para suprir tudo isso, a pessoa acaba aprisionando a outra e proibindo que ela faça certas coisas. 

Sem dúvida, ao aprisionar um(a) parceiro(a) em um relacionamento, a pessoa não traz nada de bom para a própria relação e, em geral, são envolvimentos muito curtos. Porque é importante cada um fazer o seu trabalho e ter os seus contatos com outras pessoas.

Para quem está nas redes, a exposição é inevitável, mas se o relacionamento está bem e existe confiança entre o casal, as brechas para o ciúmes são mínimas.

Quando o ciúmes vira doença?

Quando uma pessoa tem uma obsessão constante e ideias irracionais sobre uma suposta infidelidade do parceiro, dizemos que esse ciúme é patológico. Esses pensamentos repetitivos e desagradáveis costumam acompanhar a verificação compulsiva do comportamento do outro. Veja alguns sinais: 

- excesso de ciúme, sem a presença de delírio

- pensamentos irracionais e suspeitas sobre a infidelidade do(a) parceiro(a)

- comportamentos excessivos em busca de informações sobre as suspeitas

- sentimentos de raiva, medo e tristeza ao pensar no assunto

- violência verbal ou até física contra o(a) parceiro(a) ou contra outras pessoas por causa do ciúme

- os pensamentos e comportamentos geram angústia e prejuízos aos relacionamentos

- a pessoa chega a ter sintomas físicos ao pensar no que o(a) parceiro(a) pode estar fazendo, como coração acelerado, suor, falta de apetite, insônia etc.