Doutor Jairo

Sobre consumo consciente

Quando o cérebro entende que é preciso beber para aliviar uma emoção, cria-se um ciclo vicioso - iStock
Além da variação individual, sensibilidade das mulheres está relacionada a questões biológicas - iStock
Há questões físicas e emocionais por trás da tentativa de adiar ao máximo o consumo de álcool - Arte/Site Doutor Jairo
O álcool está presente em situações sociais, mas é fundamental saber administrar seu consumo - iStock
Tomar vacina, assim como beber de forma responsável, é se cuidar e cuidar dos outros também - iStock
Jairo Bouer faz analogia com os cuidados na pandemia e o consumo consciente de álcool - Reprodução / Youtube
A ideia por trás do consumo moderado é a pessoa poder confraternizar, sabendo administrar suas reações - iStock
Errar na quantidade de álcool que você ingere num encontro pode ser prejudicial em vários aspectos - iStock
O álcool age no sistema nervoso central, assim como antidepressivos, ansiolíticos e outros remédios - iStock
O álcool é um depressor do sistema nervoso central, por isso não combina com direção - iStock
O consumo exagerado de bebida alcoólica pode ter mais impacto para a mulher - iStock
Cada um de nós deve aprender a se relacionar com a bebida de uma maneira que não seja nociva - iStock
Se o álcool entra na vida do jovem muito cedo, pode interferir em circuitos cerebrais - iStock
O que conta na hora do consumo não é a concentração, mas sim a dose total de álcool - iStock
Nas celebrações de fim de ano é comum que as bebidas alcoólicas estejam presentes para confraternizar - Arte