Pular para o conteúdo

Tainá Müller comenta desafios em conciliar a carreira e maternidade

Da Redação

6/10/2020 15:56




Tainá Müller abriu o jogo sobre os desafios da maternidade e como manter o equilíbrio com a carreira, nesta terça-feira (6).

Em entrevista à Quem, a atriz comentou sobre a similaridade com a sua personagem mais recente, da série ‘Bom dia, Verônica, da Netflix, que divide seu dia entre o trabalho e os filhos.

tainamuller 66060787 117064046275534 2831204242052494799 n 1 1024x683 - Tainá Müller comenta desafios em conciliar a carreira e maternidade
Crédito: Instagram/@tainamuller

“Sempre duro ter que ficar longe dele. Antes da Verônica, eu estava em cartaz no teatro. Depois emendei outro trabalho. Foi um ano bem produtivo. […] Por mais que meu trabalho me demande períodos de intensidade, depois eu volto e fico o tempo inteiro com o meu filho. Não me sinto nem em posição de reclamar”, relatou ela, que é mãe de Martin, de 4 anos.

Ela aproveitou para fazer uma reflexão sobre diversas mães no país: “Quando penso nas mães que têm que largar seus filhos numa creche com quatro meses para voltar para o trabalho, e encontrá-los poucas horas por dia”.

Martin é fruto do relacionamento de Tainá com Henrique Sauer.

Benefícios da proximidade

Um estudo da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, mostrou que estabelecer um relacionamento forte com a mãe pode reduzir a possibilidade de adolescentes entrarem em relacionamentos abusivos. Mais importante, mesmo que a mãe encontre problemas no casamento, o afeto e a aceitação da mãe também podem desempenhar um papel protetor.

Várias pesquisas mostraram que os jovens têm maior probabilidade de vivenciar conflitos conjugais no início da vida e maior probabilidade de sofrer abusos nos relacionamentos posteriormente. Por esse motivo, pesquisadores universitários decidiram estudar medidas que possam diminuir os efeitos negativos dessa situação, que por muitas razões os pais e mães nem sempre conseguem evitar.

A equipe entrevistou mais de 140 adolescentes que cresceram em famílias de alcoólatras, onde conflitos conjugais costumam ocorrer. Nem todos os jovens mais tarde cairão em estado de abuso e entrarão em um relacionamento. O principal fator de proteção identificado pelos pesquisadores é o vínculo de qualidade com a mãe.

Segundo os autores, o efeito “tampão” pode ser devido ao fato de o amor materno aumentar a autoestima dos jovens. A conclusão foi publicada no Journal of Interpersonal Violence. Mas vale ressaltar que na maioria das famílias avaliadas o pai é alcoólatra.

Veja também:

Assista, também, a outros vídeos no meu canal no YouTube

Saiba mais

Giselle Itié exalta relação saudável entre mãe e filho; confira os benefícios

Para reduzir a gravidez na adolescência!

Mudança hormonal após o parto pode indicar se pai será dedicado

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS