Pular para o conteúdo

Solidão tem pico na faixa dos 20 e dos 40 anos, segundo pesquisadores

Da Redação

11/11/2020 11:57




Um estudo norte-americano mostra que a solidão é um problema comum em jovens de 20 anos de idade, volta a ter um pico por volta dos 40 anos, e diminui na faixa dos 60.

A pesquisa foi feita com 2.843 indivíduos de 20 a 69 anos de idade, entrevistados pela internet. Os resultados foram publicados na edição online do Journal of Clinical Psychiatry.

A equipe, da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia, também conseguiu identificar quais os fatores que aumentam o risco de solidão em diferentes fases da vida.

smartphonenoescuro1350 1 1024x683 - Solidão tem pico na faixa dos 20 e dos 40 anos, segundo pesquisadores
Crédito: Pixabay

Fatores de risco para todos

Já faz tempo que a solidão tem sido considerada como um problema de saúde pública, já que tem impacto direto no bem-estar e na longevidade. E cada vez mais estudos têm revelado que os jovens, ao contrário do que as pessoas imaginam, também estão vulneráveis à sensação.

Exceto para os indivíduos na faixa dos 60 anos, a ansiedade e a falta de confiança na capacidade de controlar a própria motivação, comportamento ou ambiente social também foram associados a índices mais altos de solidão.

Níveis baixos de empatia e compaixão, redes sociais pequenas, não ter parceiro(a) e sofrer com distúrbios do sono são preditores de solidão em qualquer faixa etária, segundo os pesquisadores.

Cada fase, um problema

Para os jovens na faixa dos 20, a sensação foi associada às pressões para estabelecer uma carreira e encontrar um par. Outro problema, para essa turma, é o excesso de comparações nas redes sociais.

Já o pico por volta dos 40 tem relação com os desafios que a saúde começa a apresentar nessa idade, como pressão alta e diabetes, e também com o crescimento dos filhos. É nessa fase que muita gente começa a pensar no seu propósito de vida, o que pode trazer maior solidão.

Para os especialistas, entender o que acontece em diferentes períodos da vida pode levar a esforços de prevenção específicos para cada faixa etária. Mas, de um modo geral, estimular a empatia, a compaixão e a habilidade de ajudar outras pessoas são estratégias que funcionam como antídoto contra a solidão em qualquer idade.

Veja também:

Saiba mais:

Solidão pode ser fator de risco para o diabetes tipo 2

Não parece, mas a solidão pesa para os mais jovens

 

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS