Pular para o conteúdo

Sexo virtual foi mais gostoso que o real. E agora?

Jairo Bouer

18/11/2020 14:00




“Faz um tempo eu conheci uma pessoa. Aí pintou um clima e fiz sexo virtual. Foi muito legal, mas quando fomos para o real, não rolou tão bem. Isso pode significar que sou voyeur? Corro o risco de só me excitar assim?”.

Os relacionamentos que começam no ambiente virtual podem acarretar em uma decepção.

É possível que isso aconteça porque você está mais à vontade, não se sente inibido ou constrangido com a presença da outra pessoa quando se relaciona remotamente. Com a distância, a imaginação flui sem limites e tudo pode acontecer da forma que você deseja.

Num primeiro momento, o virtual pode até ser melhor que o real, mas, ao partir para um encontro de verdade, as coisas podem ser diferentes.

Pode acontecer de não ter dado certo com essa pessoa por falta de química. Mas não quer dizer que será sempre assim.

A internet pode ser uma boa plataforma para conhecer gente nova, contudo é necessário superar a virtualidade e partir para o concreto.

Vale lembrar que voyeur é uma pessoa que alcança o prazer ao observar e até espiar atos sexuais ou práticas íntimas de outras pessoas. Caso você só consiga se excitar dessa forma, é possível que você tenha o que especialistas chamam de parafilia, ou seja, um desvio do desejo.

A falta de experiência sexual pode fazer com que alternativas como o sexo virtual pareçam mais excitantes que a vida real, mas isso não significa que você seja voyeur. Pode ser que, com o tempo, você conheça alguém, ganhe intimidade com essa pessoa, e acabe descobrindo que se relacionar com alguém de verdade é bem mais prazeroso que ficar só no virtual.

Saiba mais

Dicas para fazer sexo virtual com segurança

Criatividade compensa impacto da Covid-19 na vida sexual

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS