Pular para o conteúdo

Peito liberado com restrições no Instagram: entenda a importância da medida

Da Redação

28/10/2020 11:23




O Instagram alterou uma parte das suas políticas sobre a exposição de seios femininos, na última terça-feira (27).

Segundo o site Universa, a empresa alegava que a proibição era uma proteção às usuárias, visando impedir que fotos nuas fossem publicadas sem consentimento.

Em comunicado, a rede social informou que passará a não apagar imagens de seios femininos em três situações: “Se a pessoa estiver simplesmente ‘abraçando, acariciando ou segurando seus seios’”.

A nova regra foi criada pensando principalmente em pessoas gordas. “Estamos atualizando nossas políticas para evitar que imagens de corpos gordos e maiores sejam removidas erroneamente”, afirmou o Instagram.

“Se houver dúvidas sobre o conteúdo, pediremos aos revisores que ele não seja removido. Estamos comprometidos em fazer a coisa certa e continuaremos a trabalhar com especialistas e com os membros da nossa comunidade para seguirmos melhorando”.

Seios femininos sendo apertados

Apesar da mudança, algumas imagens seguem sendo vetadas pela plataforma. Os seios não devem aparecer sendo ‘apertados’.

“Imagens que contenham seios sendo apertados, em um movimento de agarrar com os dedos dobrados e onde há uma clara alteração no formato dos mesmos, continuam violando as nossas políticas e serão removidas. Isso costuma ser comumente associado a conteúdo pornográfico”, justificou.

Mamilos masculinos, tanto em vídeos ou fotos, continuam sendo liberados pela rede social.

Importância da liberação

Os algoritmos das plataformas são feitos para evitar riscos e exposições desnecessárias. No entanto, quando são muito automatizados, podem acabar impedindo que informações relevantes cheguem aos usuários.

Campanhas de prevenção ao câncer de mama são exemplos de publicações que podem sofrer com banimento das publicações de seios femininos. A liberação pode ser um primeiro passo importante para que esses posts informativos não acabem sendo banidos da plataforma.

Com a medida, fotos de mulheres amamentando os filhos não devem mais ser banidas, o que também favorece campanhas sobre a importância do aleitamento para a saúde das crianças.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS