Doutor Jairo
Leia » Sexo

Lubrificação em excesso: dá para controlar?

A lubrificação é simplesmente uma resposta do corpo ao estímulo sexual
A lubrificação é simplesmente uma resposta do corpo ao estímulo sexual - iStock

Redação Publicado em 28/04/2021, às 15h12

Doutor, às vezes tenho um excesso de líquido pré-ejaculatório e, quando isso acontece, fico sem graça e com medo de a minha parceira achar estranho. Tem alguma forma de controlar? 

Essa é uma questão recorrente, muitos homens – e mulheres também – contam ter muita lubrificação antes ou durante a relação sexual, o que acaba causando certo constrangimento diante da situação. 

Primeiramente, não existe nenhum método cientificamente comprovado capaz de reduzir a lubrificação que sai tanto do pênis quanto da vagina.

Mas, o que é a lubrificação? 

Essas secreções liberadas pelo pênis e pela vagina são mecanismos biológicos e respostas do corpo ao estímulo de prazer na hora da relação sexual. No caso dos homens, por exemplo, é liberado o chamado líquido pré-ejaculatório, que tem a função de facilitar a penetração e, consequentemente, a vida dos espermatozoides. 

O mesmo acontece com as mulheres. A lubrificação natural da vagina facilita o sexo, a penetração e, até mesmo, ajuda os espermatozoides para que eles cheguem ao óvulo e ocorra a fecundação. 

Vale lembrar que, por ser uma resposta ao prazer e ao estímulo sexual, a lubrificação pode variar de mulher para mulher e de relação sexual também. Dessa forma, se a mulher está tranquila, confortável e excitada, as chances de ela ficar mais lubrificada são maiores. Em contrapartida, se ela não está satisfeita com a relação, está tensa ou não foi bem estimulada, a tendência é a lubrificação diminuir. 

Relaxa, é sinal de saúde

Tanto a lubrificação feminina quanto o líquido pré-ejaculatório dos homens fazem parte da vida sexual e sinalizam que está tudo em ordem com a saúde. Assim, se bem estimulado(a) e excitado(a), pode ser que ocorra mais lubrificação. Isso é normal e faz parte do processo.

O que fazer com a vergonha?

Muitos que têm excesso de lubrificação acabam ficando constrangidos e com medo do parceiro ou parceira acharem esquisito ou, até mesmo, ficarem com nojo. 

Porém, é importante ter clareza de que o sexo envolve proximidade, intimidade e, consequentemente, contato com secreções. À medida que as pessoas exploram sua vida sexual e têm experiências, elas entendem que isso faz parte, que é extremamente natural e, o mais importante: sinaliza uma qualidade da resposta do corpo ao estímulo sexual à parceria que está sendo vivenciada naquele momento.

Veja também: