Pular para o conteúdo

Impacto da dieta saudável vai muito além da balança

Jairo Bouer

6 de janeiro


Se você precisa se livrar dos excessos cometidos nas ceias de Natal e Reveillón, ou pensa em aumentar sua família num futuro próximo, aqui vão algumas notícias que servem de estímulo para não sair dos trilhos. Estudos recentes mostram que seguir uma dieta saudável pode evitar o agravamento de transtornos de humor, e ainda tem impacto direto na qualidade do esperma.

Um dos trabalhos, uma revisão conduzida por especialistas da área de nutrição e psiquiatria, reforça a ideia de que uma alimentação rica em vegetais e gorduras boas, como a famosa Dieta Mediterrânea, pode proteger as pessoas de sintomas de ansiedade, depressão e hiperatividade.

Os pesquisadores, da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, explicam que já existem certas evidências bem definidas sobre o impacto da dieta na saúde mental, como a ligação entre falta de vitamina B12 e fadiga, problemas de memória e sintomas depressivos.

Mas os autores alertam que, apesar de modismos em torno de suplementos e restrições alimentares, ainda há hipósteses que carecem de investigação mais aprofundada. Há estudos indicam que o excesso de açúcares refinados pode piorar os sintomas de indivíduos com TDAH (transtorno de deficit de atenção e hiperatividade), por exemplo, mas seriam necessárias análises mais amplas e de longo prazo para confirmar essa relação.

Sabe-se que até a alimentação da mãe durante a gravidez é capaz de exercer influência na saúde mental da criança que vai nascer. Mas ainda há muito trabalho a ser feito para entender como a dieta interage com os genes de cada pessoa. Vale lembrar que é difícil testar os efeitos de alimentos isolados no organismo, assim como se faz com remédios, porque ninguém consegue seguir um cardápio restrito por muito tempo.

A conclusão final é de que ainda é cedo para dizer que um ou outro alimento pode causar esta ou aquela doença. A dica é seguir a máxima de abusar das frutas, legumes e verduras, e evitar o excesso de açúcares refinados, como os pesquisadores recomendam no periódico European Neuropsychopharmacology.

Por falar em açúcar, outro estudo publicado na semana passada, no PLOS Biology, demonstrou que exagerar nesse alimento pode interferir na fertilidade de homens jovens, e o impacto é verificado em poucos dias. A equipe, da Universidade Linköping, descobriu que a dieta interfere na motilidade dos espermatozoides, ou seja, a capacidade de movimentação dessas células.

Os pesquisadores examinaram 15 homens não fumantes que seguiram uma dieta saudável por sete dias, e depois, na segunda semana, encararam um cardápio com grandes doses diárias de bebidas açucaradas ou doces. Exames foram coletados após cada período e a diferença na qualidade do esperma foi evidente.

Em geral, as pessoas só decidem cuidar da dieta quando já estão doentes, ou quando a calça não fecha. Mas a verdade é que quanto mais cedo se adota hábitos mais saudáveis, mais fácil fica mantê-los ao longo da vida. A saúde como um todo agradece, e não só a balança.