Doutor Jairo
Leia » Live

Sexualidade de muita gente melhorou com o isolamento, diz especialista

Uma das vantagens foi a troca de pensamentos e conversas
Uma das vantagens foi a troca de pensamentos e conversas - iStock

Redação Publicado em 13/05/2021, às 17h29

Em uma live recente com a sexóloga Eliany Mariussi, Jairo Bouer comentou sobre como a pandemia afetou a vida sexual das pessoas. A profissional contou que, em sua experiência com os pacientes, ela percebeu uma melhora na sexualidade de muita gente.

“Existe uma diferença do que é sexualidade e sexo”, explicou ela, para justificar sua fala. “Quando eu falo sobre sexualidade, estou falando de sentimentos, pensamentos e relacionamentos. Não necessariamente de sexo, como muitas pessoas pensam”.

Segundo Eliany, a pandemia proporcionou uma melhora na vivência da sexualidade, que costumava ser deixada de lado. “Os relacionamentos estavam muito diretos. As pessoas não tinham mais paciência para investir nas outras”.

Agora, com a situação que enfrentamos, muita gente optou por usar aplicativos de relacionamento ou as próprias redes sociais para encontrar novos interesses amorosos. Com isso, as pessoas passam a se relacionar de uma forma próxima mas com corpos distantes, tendo que exercitar a sexualidade.

“As pessoas falam mais sobre o que estão sentindo e pensando como forma de impressionar o outro”, explica Eliany. “E aí veio também a questão da possibilidade do autoconhecimento, porque quando a pessoa do outro lado pede para que eu me toque, eu vou passar a me conhecer, porque a forma que eu me toco é a forma que eu vou seduzi-lo. E, com isso, eu notei que muitas pacientes que não tinham o hábito de se tocar, se forçaram um pouquinho a fazer isso”.

Confira: