Doutor Jairo
Leia » Bullying

Luísa Sonza sofre ataques virtuais; veja como isso afeta a saúde mental

Luísa Sonza desabafou sobre os comentários que leu
Luísa Sonza desabafou sobre os comentários que leu - Reprodução / Instagram

Redação Publicado em 12/04/2021, às 09h58

Domingo (11) não foi fácil para Luísa Sonza. Após postar algumas fotos maquiada e com uma peruca diferente, a cantora foi atacada de diversas formas e recebeu inúmeras mensagens de ódio. Em sua maioria, os internautas criticavam sua aparência, a comparando com travestis e escrevendo coisas violentas. A situação chegou a um ponto tão complicado que os fãs e amigos da cantora subiram a tag “Luísa merece respeito”.

Em seu Instagram, a artista desabafou sobre a situação.

“É uma parada que pode até ser fútil, acho que é o menor dos meus problemas, mas eu acho que é por isso que eu tenho coragem de falar aqui, uma coisa muito nada a ver, mas que está me afetando”, começou ela.

“Esses negócios de plásticas e tal, já tentei falar mil vezes para as pessoas disso, mas tá me afetando num lugar que nem é na verdade… se eu tivesse feito as coisas que as pessoas falam que eu fiz, e as pessoas fossem contra, eu entenderia. O ruim é eu não ter feito essas coisas, só ter mudado porque eu mudei, muito por causa da maquiagem. Pegam uma foto minha em que eu estou sem maquiagem e outra em que eu estou de peruca, como estou agora, 15 kg mais magra e as pessoas pegam e forçam uma parada”, justifica a cantora.

“Estão começando a ir para um lugar como se eu fosse doente, tivesse um distúrbio de imagem, sendo que vocês me conheceram quando eu tinha 16 anos e hoje eu tenho 22. É obvio que meu rosto mudou e a minha maquiagem mudou, a forma como eu faço maquiagem muda o rosto e eu mudei meu rosto, cara”, explica Luísa, que também aproveita o espaço da rede social para mostrar algumas das mensagens que recebeu.

Confira:

Reprodução / Instagram 

A cantora Mc Rebecca, amiga de Luísa, saiu em defesa da loira:

Como os ataques de ódio podem afetar a saúde mental?

Por ser uma artista muito conhecida, Luísa Sonza passa boa parte de seu tempo na internet, seja divulgando o trabalho, seja mantendo contato com os fãs. Por isso, as chances de encontrar mais "haters" são maiores. 

Infelizmente, esse tipo de ataque — também conhecido como cyberbullying — está presente na vida de muitas pessoas.

De acordo com pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, comentários positivos não superam os negativos. A análise mostra o impacto do uso de redes sociais em 1.179 estudantes de 18 a 30 anos.

Os resultados indicaram que, para cada aumento de 10% nas experiências negativas nas redes sociais, o risco de depressão para os usuários se elevava em 20%. E essas interações desagradáveis não foram neutralizadas pelos “likes” ou comentários positivos.

A equipe concluiu que, infelizmente, as pessoas tendem a valorizar mais acontecimentos negativos do que positivos. Se uma pessoa receber quatro comentários bacanas após publicar uma foto e apenas um deles for de mau gosto, por exemplo, é mais provável que ela dê mais atenção para esse último.

Agora, se você percebe que seu humor é afetado devido a pessoas maldosas, talvez seja melhor passar menos tempo nas redes sociais.

Veja também: