Doutor Jairo
Leia » Saúde mental

Gizelly Bicalho enfatiza importância da rede de apoio em crises de ansiedade

A advogada fez uma série de tweets para falar sobre o assunto
A advogada fez uma série de tweets para falar sobre o assunto - Crédito: Instagram/@gizellybicalho

Redação Publicado em 15/12/2020, às 14h00

Gizelly Bicalho aproveitou a última segunda-feira (14) para conversar com seus seguidores sobre sua saúde mental no Twitter.

Durante as declarações, a ex-BBB afirmou que está sofrendo com crises de ansiedade e depressão.

"De outubro para cá, eu tiver crises de ansiedade, foram muitas e na última semana foi diagnosticada com depressão de novo, estou tomando meus remédios e com as pessoas que amo sempre comigo, não contei para ninguém, mas tô aqui todo dia forte, firme e com ela me acolhendo todo dia", contou ela, referindo-se ao apoio de Marcela McGowan, colega de confinamento.

A advogada ainda ressaltou que a amiga esteve do seu lado nos piores momentos: “Nos últimos dias, eu vivi momentos de trevas, só eu sei o que sofri e ela tava lá segurando minha mão".

Gizelly terminou o relato agradecendo os fãs pelo apoio e pela compreensão do momento.

Como ajudar alguém?

Assim como Gizelly, 5,8% da população brasileira enfrenta ou já enfrentou um episódio de depressão, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). E a pandemia fez os sintomas ficarem mais intensos ou reaparecerem para muita gente.

É imprescindível que todo mundo tenha conhecimento sobre a depressão e outros transtornos emocionais. Mesmo quando não causam incapacidade ou mortes, esses quadros podem prejudicar muito a qualidade de vida. E o pior é que muita gente não leva os sintomas a sério, ou, pior, acha que eles são sinais de fraqueza, preguiça ou covardia. Não são. Pode ter certeza.

O primeiro passo para ajudar alguém nessa situação é estar por perto, conversar e estimular a pessoa a falar o que sente. Ser ouvido e até se escutar é muito importante para quem está com ansiedade e depressão.

Quando você percebe que não está dando conta do recado, é importante que você sirva de ponte para que ela procure um profissional de saúde mental. Nesses tempos de pandemia, inclusive há muitos profissionais atendendo online.

Assista, também, a outros vídeos no meu canal no YouTube