Pular para o conteúdo

Dá para confiar nos tipos diferentes de camisinha?

Jairo Bouer

22/10/2020 19:49




É possível encontrar tipos diferentes de camisinha disponíveis no mercado. Algumas oferecem sabores, aromas e cores diferentes, outras contêm espermicidas, substâncias que matam os espermatozoides, tem até opções com efeito “retardante” para postergar a ejaculação.

Hoje também há mais materiais utilizados na produção das camisinhas, e, além do tradicional látex, há tipos de plástico que ajudam quem tem alergia à borracha.

Com tantas opções, surge a dúvida: será que todas essas camisinhas protegem mesmo contra DSTs e gravidez indesejada?

A maior parte dos preservativos presentes no mercado garantem a proteção necessária, mas vale prestar atenção em alguns detalhes:

  • É importante que a camisinha seja usada desde o início da relação sexual;
  • O produto deve ter o selo de garantia do Inmetro;
  • A camisinha deve estar dentro do prazo de validade, e não pode ser guardada dentro de carteiras ou exposta ao sol;
  • Existem variações de tamanho, então veja qual se adapta melhor ao seu pênis.

Tendo em vista esses pontos, é possível que você tenha uma vida sexual mais garantida, confortável e prazerosa.

Vale lembrar que a camisinha feminina é tão eficaz quanto a masculina ao prevenir uma gravidez e DSTs. E ainda traz independência para a mulher, já que é possível colocá-la antes mesmo da relação sexual.

Veja também:

Assista, também, a outros vídeos no meu canal no YouTube

Saiba mais

Fiz sexo oral sem camisinha, posso pegar alguma doença?

Com pílula, camisinha e ainda medo de engravidar?

Educação sexual estimula uso de camisinha entre adolescente

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS