Doutor Jairo
Leia » Covid-19

COVID-19: casos leves também impactam a saúde mental, diz estudo

Segundo o estudo, muitas pessoas estão sob risco de sofrer com problemas de saúde mental pós-Covid-19
Segundo o estudo, muitas pessoas estão sob risco de sofrer com problemas de saúde mental pós-Covid-19 - iStock

Redação Publicado em 06/05/2021, às 14h04

Um nível significativo de sintomas de depressão, ansiedade e estresse pós-traumático pode surgir após a contaminação pela Covid-19 independente de qualquer diagnóstico psiquiátrico anterior. É o que aponta uma nova pesquisa feita pela Universidade de Columbia (Estados Unidos) em parceria com cientistas da Universidade Municipal de São Caetano do Sul. 

Segundo o estudo, uma maior exposição a níveis sintomáticos de Covid-19 pode estar associada a sintomas psiquiátricos após a fase aguda da doença. Esta é a maior pesquisa feita para avaliar depressão, ansiedade e estresse pós-traumático em pacientes com um quadro leve da infecção. 

Os resultados obtidos são importantes, já que a maioria das pessoas contaminadas pela doença são classificadas como casos leves e enfrentam longos períodos de isolamento social. Além disso, é provável que o aumento da prevalência de sintomas psiquiátricos pós-Covid-19 seja consequência de todo o contexto psicológico da doença e que, portanto, pacientes devem ser acompanhados de perto após vencerem o vírus.

As descobertas foram publicadas no Progress in Neuro-Psychopharmacology and Biological Psychiatry e alertam sobre uma parcela significativa da população sob risco de sofrer com problemas relacionados à saúde mental.  

Taxas elevadas preocupam

Para realizar a pesquisa, cotonetes nasais foram coletados de residentes com 18 anos ou mais com sintomas suspeitos de Covid-19. Aqueles que testaram positivo – e com, pelo menos, dois dos seguintes sintomas: febre, tosse, dor de gargante, perda de olfato – foram classificados como casos leves. Todos os participantes ainda foram avaliados sobre a presença de sintomas psiquiátricos aproximadamente dois meses depois. 

Os dados mostraram níveis significativos de sintomas depressivos (26%), de ansiedade (22%) e de estresse pós-traumático (17%) dos pacientes. Para se ter uma ideia, as estimativas anteriores de níveis de estresse pós-traumático no Brasil eram de 8,5%, o que demonstra que a prevalência de indivíduos com quadro leve de Covid-19 aumentou em relação às estimativas passadas. 

Consequência da pandemia?

Em geral, sobreviventes de doenças críticas têm um alto nível de sintomas mentais após apresentarem melhora da condição. Depressão, ansiedade e transtorno pós-traumático estão entre os eventos psiquiátricos mais relatados entre pacientes nessas situações.

De acordo com os pesquisadores, a pandemia de Covid-19 interrompeu a vida de muitos em diversas partes do mundo, resultando em um aumento das consequências para a saúde física e mental. 

Para os autores, a intervenção precoce em saúde mental, seja com psicoterapia ou grupos de apoio, pode desempenhar um papel importante na prevenção de problemas de saúde mental em pacientes já recuperados da Covid-19. Enquanto isso, alertam que os sistemas de saúde devem se preparar para um fluxo alto de indivíduos que sofrem com problemas de saúde mental como resultado da pandemia. 

Veja também: