Doutor Jairo
Assista » Vida sexual

"Mesmo no menopausa continuo tendo relações, é normal?"

Se inventar na cama é sempre uma ótima ideia - iStock
Se inventar na cama é sempre uma ótima ideia - iStock

Redação Publicado em 15/02/2021, às 12h00

"Já estou na menopausa, mas sempre dou um jeitinho para namorar. Tenho 51 anos e invento muito."

Esse comportamento é completamente normal e, inclusive, ótimo! "Essa é a alma do negócio, a gente tem que inventar", comenta Jairo Bouer ao responder o comentário de uma seguidora na live Rapidinhas. 

"Quando a gente consegue criar novas possibilidades é tão legal, e isso em qualquer área da nossa vida, então no sexo não seria diferente. As pessoas estão experimentando uma vida afetiva e amorosa muito mais longa, e isso é muito bom!".

Menopausa e libido

Antes de chegar na menopausa, a mulher já entra no climatério. Ou seja: as mudanças começam algum tempo antes de a última menstruação acontecer. A mulher pode ter uma série de sintomas, que variam de acordo com cada uma.

Alguns desses sintomas têm a ver com a vida sexual. Muitas mulheres sentem uma diminuição da lubrificação vaginal, devido às alterações da mucosa do revestimento interno da vagina, o que pode tornar a relação sexual mais difícil, dolorosa ou desconfortável. 

É comum, também, que a mulher passe por alterações emocionais nesse período do climatério, podendo ficar mais irritada, ter dificuldades para dormir, desenvolver sintomas depressivos, labilidade (oscilações emocionais), e tudo isso pode levar a uma piora do desejo sexual.

Muitas mulheres que estão chegando na menopausa relatam essa mesma diminuição do desejo sexual e uma dificuldade de chegar ao orgasmo. Sendo assim, as recomendações são: adotar um estilo de vida mais saudável, com atividades físicas regulares e uma alimentação mais equilibrada, ingerir menos cafeína e fazer um acompanhamento com o especialista.

O ginecologista pode recomendar reposição hormonal, hidratantes vaginais, lubrificantes para a relação sexual ou até mesmo que se trabalhe as questões emocionais desse período. Tudo isso pode ajudar a melhorar o desejo e a relação sexual.