Pular para o conteúdo

Barack Obama relembra “tensão” de Michelle; caso mostra como ter apoio do parceiro é fundamental

Da Redação

12/11/2020 20:43




Barack Obama está prestes a lançar sua autobiografia e, nesta quinta-feira (12), o site TMZ divulgou um trecho do livro que revelam detalhes da relação do ex-presidente dos Estados Unidos com a esposa, Michelle Obama.

Em ‘A Promised Land’, o norte-americano afirma que a esposa sofria com uma “tensão constante, leve, mas sempre presente” durante os anos que moraram na Casa Branca. Tudo por conta dos ataques e julgamentos à família.

“É como se, presa dentro da Casa Branca, todas suas fontes de frustrações já existentes tivessem se tornado mais proeminentes, seja minha absorção no trabalho o tempo todo, ou a forma como a política sujeitou nossa família a julgamentos e ataques ou a tendência de até amigos e familiares tratarem a posição dela como secundária”, dizia o parágrafo.

Obama revelou ter se preocupado com Michelle e que passava horas ao lado dela pensando que isso não teria fim. “[Lembrava de] quando as coisas eram mais leves, o sorriso dela era mais presente e nosso amor era menos sobrecarregado. E meu coração se apertava na possibilidade de que isso não voltaria a acontecer”.

Apoio do parceiro é fundamental

Em sua própria biografia, ‘Minha História’, Michelle também relatou essa preocupação sobre os ataques à família e ainda relatou como era difícil encontrar momentos para estarem juntos, tanto que criaram uma rotina para jantarem juntos, todos os dias, mesmo que Barack tivesse que voltar ao trabalho depois.

Mesmo se tratando de uma função de alto escalão, é possível notar como o apoio ao parceiro é fundamental para o bem-estar e também para o relacionamento.

Isso inclusive foi comprovado por pesquisadores das Universidades de Concordia e de Montreal, que relataram como o estresse relacionado ao trabalho é profundamente afetado por outros aspectos da vida da pessoa e vice-versa.

Eles detectaram que a tendência ao burnout é menor quando os trabalhadores têm parceiro, filhos pequenos, renda familiar maior, menos conflitos entre trabalho e família e maior acesso ao apoio de uma rede social fora do emprego.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS