Pular para o conteúdo

Evitar o sexo pode explicar por que monges tendem a viver mais?

Jairo Bouer

19/11/2020 19:43




Um leitor do UOL pergunta se o fato de muitos padres e monges viverem mais teria a ver com o fato de fazerem voto de castidade.

“Será que eles canalizam a energia sexual para outras atividades?”, questiona.

A pergunta acima também poderia ser feita da seguinte forma: será que evitar o sexo ajuda na longevidade?

Estilo de vida mais saudável

Alguns estudos indicam que religiosos celibatários tendem a ter uma vida mais longa, que pode chegar a 100 anos de idade. Mas é claro que existem exceções.

Também não dá para dizer que essa longevidade se deve ao fato de que esses religiosos não fazem sexo, nem que o celibato seja responsável pela tendência a viver mais.

É mais provável que essa consequência tenha relação com o estilo de vida desses celibatários, que é mais tranquilo, envolve meditação e uma dieta mais saudável.

Leia mais: 

Luciano Huck indica sexo tântrico; entenda por que a prática está na moda

Conheça alguns mitos (e verdades) sobre masturbação

 

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS