Pular para o conteúdo

Mudar para continuar mudando

Jairo Bouer

14 de outubro


CULTURA 215x300 - Mudar para continuar mudandoO que uma orangotango fêmea na menopausa pode nos ensinar? Um artigo publicado recentemente no jornal britânico Daily Mail mostra que, pela primeira vez, foi comprovado cientificamente que as mudanças fisiológicas da menopausa não são exclusivas das mulheres.

Até onde se sabia, mesmo os grandes primatas, seres vivos mais próximos geneticamente dos humanos, não passavam por esse processo. A ideia de sobreviver ao fim da “utilidade reprodutiva”, que faz com que as fêmeas mais velhas (as “avós”) passem a desempenhar outros papéis sociais em seu grupo, como, por exemplo, ajudar as filhas a criar os “netos”, parecia uma das chaves importantes para entender a formação das redes familiares e o próprio processo da evolução humana.

Leia o texto completo em: http://goo.gl/6LIfZt

Via Revista da Cultura

 

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS