Pular para o conteúdo

Exagerar no consumo de vídeos eróticos pode causar problemas?

Jairo Bouer

3 de setembro


Dúvida do João Paulo: Jairo, desde a quarentena passei a exagerar no consumo de vídeos eróticos. Será que eu posso ter problemas na hora H?

Dr. Jairo Bouer: João, com a quarentena, o isolamento social, muita gente deixou de encontrar outras pessoas por medidas de segurança. E aí tem uma galera que já assistia vídeos eróticos e começou a assistir mais, e tem gente que não assistia e passou a assistir. Então esse é um fenômeno que a gente tem visto com alguma frequência com essa questão do isolamento social.

Um novo estudo mostrou que quase um em quatro homens com menos de 35 anos que consome vídeos eróticos tem alguma dificuldade, alguma disfunção erétil. E isso tem a ver, possivelmente, com esses estímulos que estão nos vídeos eróticos, que fazem a gente dimensionar de uma forma exagerada a performance sexual e, na hora do vamos ver, muitas vezes elas acabam fazendo comparações indevidas.

Outra coisa é que uma parte das pessoas fica com quase uma dependência em relação a questão de ver vídeos eróticos. Isso também pode dificultar na hora H. Então o meu palpite é:  se você quiser assistir vídeos eróticos, beleza, assista, mas cuidado para não exagerar nem no tempo e nem na quantidade de estímulos que você está buscando nesses vídeos. E o melhor termômetro é você mesmo. Se você acha que está exagerando, tenta controlar um pouco.

Ouça no programa “Fala Aí”:

 

Saiba mais:

Estudo liga pornografia em excesso a problemas de ereção

Enquanto eles consomem pornografia, elas tentam ficar mais magras

 

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS