Pular para o conteúdo

O que impede alguém de trair o parceiro? Estudo levanta mais de 40 razões

Da Redação

26/10/2020 17:55




O que faz uma pessoa ser fiel ao parceiro ou à parceira? Esta pergunta quase nunca é feita, mas pode trazer informações relevantes sobre o que leva uma pessoa a trair quando existe um pacto entre o casal.

Pesquisadores gregos decidiram ir atrás dessa resposta com dois experimentos diferentes, descritos no periódico Personality and Individual Differences.

casalfeliz 1024x683 - O que impede alguém de trair o parceiro? Estudo levanta mais de 40 razões
Crédito: Pixabay

Motivos para ser fiel

A primeira pesquisa era qualitativa, e contou com 40 homens e mulheres com 31 anos de idade, em média. A equipe levantou nada menos que 47 justificativas para não trair.

As razões apontadas para não trair foram organizadas em oito categorias:

  1. Satisfação com o relacionamento (Por ex: “Meu parceiro me trata bem”, “Não quero destruir meu relacionamento”, “Estou me divertindo com meu parceiro”, “Meu parceiro não merece”etc)
  2. Estigma social (Por ex: “Me preocupo com o que vão pensar de mim se descobrirem”)
  3. Vergonha (Por ex: “Teria vergonha se descobrissem”)
  4. Culpa (Por ex: “Não acho isso certo”, “Não considero ético”, “Não gosto de ter uma vida dupla”)
  5. Não ter sido provocado (Por ex: “Meu parceiro não me provocou”, “Não conheci alguém atraente o bastante para fazer isso” e “Nunca tive oportunidade”)
  6. Medo da reação do parceiro(a) (Por ex: “Tenho medo que ele reaja com violência”, “Temo que não possa ver meus filhos”)
  7. Não querer problemas (“Temo a reação dos pais do meu parceiro”, “Temo me arrepender depois”, “Temo pegar uma infecção sexualmente transmissível” etc)
  8. Medo de ser vítima (“Não gostaria que algo assim acontecesse comigo”, ou “Temo que meu parceiro faça o mesmo comigo”)

Quem trai menos?

O segundo estudo foi quantitativo, e teve participação de 576 pessoas com idade média de 33 anos. Os entrevistados foram convidados a dar pontos (de um a cinco) para cada uma das respostas apontadas na pesquisa anterior.

Os participantes também tiveram sua personalidade avaliada, segundo a teoria dos “Big Five” (ou “Cinco Grandes Traços de Personalidade”) – abertura a experiências, conscienciosidade, extroversão, amabilidade e neuroticismo.

Os pesquisadores concluíram que as mulheres são mesmo menos propensas a trair, especialmente se estiverem satisfeitas com o relacionamento.

Em termos de personalidade, os mais fiéis são aqueles que pontuaram mais alto em conscienciosidade. São aquelas pessoas que se preocupam com o outro, que cultivam valores morais ou éticos e acreditam que com esforço e disciplina é possível obter sucesso.

É importante levar em conta que os participantes eram todos de uma única região da Europa, e seria necessário repetir a pesquisa em outras partes do mundo para ter uma visão mais ampla do assunto.

Saiba mais:

O que faz homens e mulheres perdoarem (ou não) uma traição?

Infidelidade pode ser perdoada, mas tem um custo

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS