Pular para o conteúdo

YouTube ajuda pessoas com transtorno mental grave, indica estudo

Jairo Bouer

14/10/2019 19:21




YOUTUBE300 - YouTube ajuda pessoas com transtorno mental grave, indica estudoPessoas com doenças mentais graves, como esquizofrenia ou transtorno bipolar, utilizam sites populares como o YouTube para dar e receber apoio de indivíduos com as mesmas condições. É o que mostra um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Dartmouth, nos Estados Unidos.

No artigo com os resultados, publicado no periódico PLOS ONE, os pesquisadores contam ter se surpreendido com a forma como vítimas de transtornos psiquiátricos são abertas em um site público de mídia social. Elas não parecem se preocupar com os riscos de tornar pública sua condição porque realmente querem ajudar pessoas com problemas semelhantes.

Os pesquisadores utilizaram um método chamado etnografia on-line para analisar mais de 3.000 comentários postados em 19 vídeos de pessoas que afirmam ter transtornos psiquiátricos.

Coordenada pelo pesquisador John Naslund, do instituto de políticas de saúde da universidade, a equipe concluiu que o YouTube ajuda a diminuir a solidão e encontrar esperanças, além de ser uma forma de defender quem sofre de transtornos mentais. Os vídeos postados também ajudam as pessoas por relatarem experiências com uso de medicamentos e trazerem dicas para lidar com desafios diários.

A esquizofrenia, o transtorno esquizoafetivo e o transtorno bipolar estão entre as principais causas de incapacidade em todo o mundo. Essas doenças também estão associadas a estigma e discriminação. Por isso, as mídias sociais podem ser uma ferramenta útil para superar os medos de lidar com um transtorno mental e criar um senso de comunidade entre indivíduos que sofrem com o problema.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS