Pular para o conteúdo

Você divide seu banheiro com alguém? Então cuide da sua escova de dente

Jairo Bouer

14 de outubro


ESCOVADENTE300 - Você divide seu banheiro com alguém? Então cuide da sua escova de denteVocê divide o banheiro com alguém? Então é bom ficar de olho nesta notícia: pesquisadores descobriram que mais de 60% das escovas de dentes coletadas em apartamentos de estudantes apresentam contaminação fecal. E o que é pior: na maior parte das vezes, ou 80%, os micro-organismos são de outras pessoas, e não do próprio dono da escova de dente.

Os resultados foram apresentados na reunião anual da Sociedade Americana de Microbiologia, em Nova Orleans, e divulgados no site Medical News Today.

Segundo o autor do estudo, Lauren Aber, da Universidade de Quinnipiac, em Connecticut, nos Estados Unidos, encontrar matéria fecal na própria escova de dente não é tão grave assim, embora seja nojento. O problema é levar à boca um utensílio com bactérias, vírus e parasitas que não fazem parte da própria flora normal. Isso sim tem potencial para causar uma infecção.

A contaminação das escovas é comum porque em geral elas ficam sobre a pia, e acabam expostas a micro-organismos do vaso sanitário e de todos os que usam o local. Para chegar às conclusões, Aber e sua equipe coletaram e testaram escovas de banheiros dos apartamentos de estudantes da própria universidade. Cada um era usado por cerca de nove pessoas por dia.

Os pesquisadores lembraram as seguintes recomendações da Associação Americana de Odontologia: não compartilhe a escova de dente com outras pessoas; não deixe as escovas em recipientes fechados; lave bem o utensílio na torneira depois de escovar os dentes; e troque a escova no mínimo a cada três meses.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS