Pular para o conteúdo

Traumas na cabeça podem aumentar risco de abuso de álcool

Jairo Bouer

14 de outubro


alcooladolescente700

Uma revisão de estudos conduzida por pesquisadores da Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos, mostrou que existe uma relação entre lesões cerebrais traumáticas na infância e na adolescência e o risco mais alto para abusar de álcool mais tarde.

Os cientistas já sabiam que beber pode aumentar o risco de um indivíduo machucar a cabeça, mas foi um trabalho com ratos que fez com que eles suspeitassem do inverso e decidissem fazer uma análise da literatura científica existente. Os resultados foram publicados no periódico Frontiers in Behavioral Neuroscience.

A equipe descobriu que as lesões cerebrais podem, em certos casos, tornar as pessoas mais impulsivas e menos conscientes das consequências de suas ações. Isso poderia afetar negativamente relacionamentos, estudos e empregos, e tudo isso tornaria esses indivíduos mais propensos a beber. Além disso, poderia prejudicar o fluxo de dopamina, um neurotransmissor associado ao uso de substâncias.

Além de seus efeitos psicológicos, lesões cerebrais traumáticas podem causar inflamação no cérebro, algo que também ocorre com o abuso do álcool. De acordo com os cientistas, esse efeito inflamatório também incentivaria o aumento do consumo.  Apesar do alerta, os autores esclarecem que mais estudos são necessários para confirmar a  hipótese.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS