Pular para o conteúdo

Tem muita espinha? É provável que você vá ter menos rugas

Jairo Bouer

14 de outubro


ACNE700

Para quem está sofrendo ou já penou muito por causa das espinhas, aqui vai uma boa notícia: cientistas do King College, de Londres, descobriram que quem já enfrentou a acne tem uma proteção maior contra o envelhecimento.

De acordo com o estudo, isso acontece porque essas pessoas tendem a ter telômeros mais longos nos glóbulos brancos, nossas células de defesa. Os telômeros são estruturas que ficam nas pontas dos cromossomos, para protegê-los, e são comparadas às pontas de plástico dos cadarços.

Estudos anteriores já mostraram que o comprimento dos telômeros dos glóbulos brancos podem dar indícios sobre o envelhecimento de uma pessoa. Com a idade, o comprimento das estruturas diminui, levando à morte celular.

O trabalho, publicado no Journal of Investigative Dermatology, analisou glóbulos brancos de 1.205 gêmeos do Reino Unido. Um quarto deles relataram ter sofrido de acne na adolescência ou idade adulta.

Muitos dermatologistas já observaram que a pele de quem teve espinhas parece envelhecer mais lentamente. A hipótese era de que isso se devia à oleosidade, mas, agora, parece que também há outro fator envolvido na questão. Novos estudos devem ser feitos para confirmar a associação entre acne e telômeros mais longos.

 

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS