Pular para o conteúdo

Se a mãe sofre de insônia, filho tende a dormir mal, mostra estudo

Jairo Bouer

14 de outubro


INSONIA700

Crianças tendem a dormir mal quando suas mães sofrem de insônia. A conclusão é de pesquisadres da Universidade da Basileira, na Suíça, e de Warwick, no Reino Unido, e foi publicada no periódico Sleep.

O trabalho contou com quase 200 crianças de 7 a 12 anos, que foram submetidas a exames caseiros de eletroencefalografia para monitorar a qualidade do sono. O pai e a mãe de cada participante responderam a questionários sobre o sono dos filhos e deles próprios.

A análise dos resultados revelou que filhos de mulheres que têm insônia dormem menos, pegam no sono mais tarde, e permanecem menos tempo nas fases de sono profundo. Mas a associação não ocorreu quando o pai é que tinha problemas para dormir.

Crianças tendem a dormir mal quando suas mães sofrem de insônia. A conclusão é de pesquisadres da Universidade da Basileira, na Suíça, e de Warwick, no Reino Unido, e foi publicada no periódico Sleep.

O trabalho contou com quase 200 crianças de 7 a 12 anos, que foram submetidas a exames caseiros de eletroencefalografia para monitorar a qualidade do sono. O pai e a mãe de cada participante responderam a questionários sobre o sono dos filhos e deles próprios.

A análise dos resultados revelou que filhos de mulheres que têm insônia dormem menos, pegam no sono mais tarde, e permanecem menos tempo nas fases de sono profundo. Mas a associação não ocorreu quando o pai é que tinha problemas para dormir.

Os pesquisadores acreditam que o sono da mãe tem mais impacto para a criança porque, em muitos lares, os filhos passam mais tempo com elas do que com os pais. Assim, os mesmos comportamentos que atrapalhariam o sono das mulheres seriam imitados pelas crianças.

Mas os autores do trabalho também descrevem outros mecanismos que poderiam explicar essa relação. Conflitos familiares ou discussões durante a noite podem afetar o sono da família toda, por exemplo. Outra possibilidade levantada por eles é que insones tendem a se preocupar demais com o sono e, como consequência, acabam prejudicando a si próprios e aos filhos com essa ansiedade. Por último, eles lembram que crianças podem compartilhar certos genes dos pais que predispõem a problemas de sono.

Se você é mãe e sofre de insônia, tem mais um motivo para buscar ajuda e evitar certos hábitos, como consumir cafeína depois da hora do almoço, ficar até tarde no computador ou no smartphone e ir para a cama sem estar com sono. Dormir bem é importante para todo mundo, e vital para as crianças, que ainda estão com o cérebro em desenvolvimento.

Os pesquisadores acreditam que o sono da mãe tem mais impacto para a criança porque, em muitos lares, os filhos passam mais tempo com elas do que com os pais. Assim, os mesmos comportamentos que atrapalhariam o sono das mulheres seriam imitados pelas crianças.

Mas os autores do trabalho também descrevem outros mecanismos que poderiam explicar essa relação. Conflitos familiares ou discussões durante a noite podem afetar o sono da família toda, por exemplo. Outra possibilidade levantada por eles é que insones tendem a se preocupar demais com o sono e, como consequência, acabam prejudicando a si próprios e aos filhos com essa ansiedade. Por último, eles lembram que crianças podem compartilhar certos genes dos pais que predispõem a problemas de sono.

Se você é mãe e sofre de insônia, tem mais um motivo para buscar ajuda e evitar certos hábitos, como consumir cafeína depois da hora do almoço, ficar até tarde no computador ou no smartphone e ir para a cama sem estar com sono. Dormir bem é importante para todo mundo, e vital para as crianças, que ainda estão com o cérebro em desenvolvimento.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS