Pular para o conteúdo

Para convencer alguém a comer melhor, evite dizer “não”

Jairo Bouer

14 de outubro


SALADA300Você quer ajudar seu filho ou seu parceiro a comer melhor? Então diga o que ele pode comer, em vez de repetir o que ele não pode. Segundo pesquisadores norte-americanos, a maioria de nós não responde bem a mensagens que enfatizam o “não”.

A descoberta, feita pela equipe da Universidade de Cornell, lança luz sobre a baixa efetividade de campanhas de saúde pública que adotam a abordagem do medo para convencer as pessoas a comer melhor.

Segundo os pesquisadores, é preciso salientar os benefícios de consumir alimentos saudáveis, como frutas, verduras e legumes, em vez de fazer advertências contra os efeitos nocivos de itens ricos em açúcar ou gordura.

A equipe analisou 43 estudos internacionais publicados em periódicos científicos que envolviam mensagens nutricionais positivas ou negativas. Eles descobriram que, enquanto mensagens negativas tendem a funcionar bem com especialistas em medicina e nutrição, a maioria das pessoas que não entendem muito sobre o tema prefere ser abordada com informações sobre o que faz bem comer.

De acordo com o diretor do laboratório que estuda hábitos alimentares na universidade, Brian Wansink, pais devem se concentrar em transmitir aos filhos os benefícios da maçã e do brócolis, em vez de dizer que hambúrguer faz mal.

O resultado da análise, publicado no periódico Nutrition Reviews, será apresentado na conferência anual da Sociedade de Educação Nutricional e Comportamento, em Pittsburgh.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS