Pular para o conteúdo

Otimistas têm mais saúde, mostra pesquisa

Jairo Bouer

14 de outubro


SMILE300Pessoas otimistas têm menos risco de sofrer problemas cardiovasculares, indica um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos.

O trabalho, que contou com mais de 5.100 pessoas de diferentes etnias, concluiu que indivíduos que enxergam a vida com um viés positivo têm o dobro de chances de ter a saúde cardiovascular em ordem do que os mais pessimistas.

A principal autora do estudo, a professora Rosalba Hernandez, conta que a associação foi estatisticamente relevante mesmo depois de isolar fatores sociais e problemas psiquiátricos.

Para avaliar a saúde dos participantes, foram utilizadas as métricas da Associação Americana para o Coração: pressão arterial, níveis de glicose e colesterol, dieta, Índice de Massa Corporal (IMC), prática de atividade física e tabagismo. Cada pessoa recebeu uma nota de 0 a 14 – quanto mais alto o número, mais saudável era o participante. Além disso, todos responderam a questionários que avaliavam o grau de otimismo e outros aspectos psicológicos.

Entre os participantes, que tinham entre 45 e 84 anos, os mais otimistas tinham de 50 a 76% mais chances de apresentar as melhores notas. Eles tinham níveis mais saudáveis de glicose e colesterol, eram mais ativos fisicamente e menos propensos a fumar em relação aos indivíduos considerados menos otimistas.

Os resultados, publicados no periódico Health Behavior and Policy Review, mostram que cultivar bons pensamentos e uma atitude positiva em relação à vida serve de estímulo a hábitos mais saudáveis.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS