Pular para o conteúdo

Opostos atraem? Só para quem está solteiro, segundo estudo

Jairo Bouer

14 de outubro


sitepaquera700

Quando estamos em um relacionamento, somos mais propensos a  sentir atração por rostos que se assemelham aos nossos. Já para os solteiros, vale a máxima “os opostos se atraem”. Pelo menos é o que diz um estudo publicado no periódico Frontiers in Psychology.

A pesquisa, feita na Universidade Charles, em Praga, na República Checa, contou com 120 estudantes universitários de 21 a 31 anos. Eles receberam diversas fotos com rostos de homens e mulheres e tiveram que avaliar quais consideravam mais atraentes. Algumas fotos tinham sido manipuladas digitalmente para que o rosto ficasse parecido com o dos participantes.

Os pesquisadores perceberam que quem estava comprometido tendia a achar os rostos semelhantes mais atraentes, mesmo os do mesmo sexo. E o contrário valeu para os solteiros.

A ciência já comprovou que parceiros geneticamente diferentes são mais adequados para a reprodução, porque geram filhos mais saudáveis. É daí que viria o velho dito popular sobre os opostos. Mas, então, por que isso muda para quem está em um relacionamento?

Para os autores, liderados por Jitka Lindová, uma das hipóteses é que isso seria uma estratégia inconsciente de manutenção do relacionamento. Outra possibilidade é que, após um compromisso bem estabelecido, a autossemelhança passaria a ser importante porque esperamos apoio social dos parentes, ou seja, dos nossos semelhantes. Estudos mais amplos são necessários para comprovar tudo isso.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS