Pular para o conteúdo

Mulher que menstrua mais tarde pode viver mais, segundo estudo

Jairo Bouer

14 de outubro


TPM700 - Mulher que menstrua mais tarde pode viver mais, segundo estudo

Mulheres que começam a menstruar e entram na menopausa mais tarde podem ter mais chances de chegar aos 90 anos, segundo um estudo realizado na Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos.

O trabalho é o primeiro a associar fatores reprodutivos com a sobrevivência até uma idade específica, e foi publicado no periódico Menopause.  Para chegar à conclusão, os pesquisadores contaram com dados de 16 mil mulheres de etnias diferentes, acompanhadas por 21 anos.

Os resultados mostram que as garotas que tiveram a menarca, ou seja, a primeira menstruação com 12 anos ou mais, bem como as entraram na menopausa com 50 anos ou mais apresentaram uma probabilidade de 55% de sobreviver até os 90. Em geral, quem menstrua mais cedo tende a entrar na menopausa mais cedo também.

A equipe também constatou que as mulheres que menstruaram mais tarde tiveram menos propensão a certos problemas de saúde, como doença arterial coronariana, diabetes e tabagismo. Os autores explicam que o cigarro causa danos ao sistema cardiovascular e reprodutor, o que pode resultar em uma menopausa antecipada.

Outros estudos já haviam associado a menarca precoce à propensão maior a certas doenças, por isso vale a pena ficar atento ao assunto, uma vez que a puberdade precoce é cada vez mais comum na nossa sociedade.

 

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS