Pular para o conteúdo

Hospitalização pelo uso de maconha mais que triplicou na Califórnia

Jairo Bouer

14 de outubro


Um estudo mostra que, quanto maior o número de estabelecimentos que fornecem maconha legal em uma região, maior o número de internações envolvendo abuso e dependência da erva. O trabalho mostrou que a Califórnia, primeiro Estado a legalizar a maconha para fins medicinais nos EUA, é o que conta com maior número de dispensários e também maior número de hospitalizações ligadas ao consumo da droga.

O trabalho foi feito pela Universidade de Pittsburgh com financiamento dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA. Os resultados foram publicados no periódico Drug and Alcohol Dependence.

Segundo os pesquisadores, o número de hospitalizações envolvendo a droga, na Califórnia, aumentou de 17.469, em 2001, para 68.408, em 2012, ou seja, mais que o triplo. Para a equipe, coordenada pela Christina Mair, a associação é clara.

Outros estudos já mostraram que a densidade de lojas de bebidas tem efeito semelhante nas internações decorrentes do consumo abusivo de álcool. Talvez estudos como este ajudem as autoridades a monitorar melhor a venda de maconha, que, ao contrário do que muita gente pensa, não é uma droga isenta de riscos.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS