Pular para o conteúdo

Homens que usam Tinder têm autoestima mais baixa, segundo estudo

Jairo Bouer

14 de outubro


smartphone700

Homens que usam o Tinder têm uma autoestima mais baixa do que os que não usam, segundo um estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Norte do Texas.

A equipe entrevistou mais de 1.000 mulheres e 273 homens, sendo que 8% dos participantes eram usuários do aplicativo de encontros. Eles foram submetidos a questionários de avaliação de autoestima e de satisfação com o próprio corpo.

Havia mais mulheres na amostra porque o objetivo primário do estudo era avaliar o quanto elas se sentiam ao usar o aplicativo. Mas os pesquisadores acabaram chegando a essa conclusão sobre os homens.

Em comparação com os não usuários, tanto homens quanto mulheres que frequentam o Tinder são mais encanados com a autoimagem. Eles reportaram menor satisfação com o próprio corpo, e maiores níveis de vergonha e autovigilância. Eles também demonstraram internalizar mais as expectativas da sociedade em relação a beleza, segundo os resultados.

No entanto, no que se refere especificamente à autoestima, as mulheres se saíram melhor que os homens inscritos no aplicativo. O dado foi apresentando na convenção anual da Associação Americana de Psicologia, e noticiado no site Live Science.

Os autores, liderados por Jessica Strubel, explicam que isso não significa necessariamente que o Tinder faça os homens se sentirem diminuídos. Os pesquisadores acreditam que mais estudos são necessários para entender como esse tipo de mídia social afeta as pessoas psicologicamente.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS