Pular para o conteúdo

Forma como o cérebro reage a imagens nojentas revela orientação política

Jairo Bouer

14/10/2019 19:21




BARATA300 - Forma como o cérebro reage a imagens nojentas revela orientação políticaComo é que você reage ao ver comida podre, ratos mortos ou baratas na cozinha? Segundo um estudo publicado na revista Current Biology, a forma como seu cérebro responde a imagens nojentas pode indicar sua orientação política.

O trabalho foi feito por uma equipe internacional de cientistas liderados peplo professor Read Montague, do Instituto de Pesquisas Virginia Tech Carilion, nos EUA. Houve colaboração de pesquisadores das universidades de Londres, de Rice, de Nebraska e de Yale.

Montague explica que imagens repugnantes geram respostas neurais que mostram se um indivíduo é liberal ou conservador, mesmo quando essa resposta não corresponde à reação consciente da pessoa.

A experiência foi feita com um aparelho de ressonância magnética que registrava as reações dos voluntários diante de fotos de sanitários sujos e carcaças de animais mutilados, misturadas a imagens neutras e agradáveis, como de paisagens e bebês.

Depois disso, eles respondiam perguntas sobre política e temas polêmicos como casamento gay e ensino religioso nas escolas.

O autor do estudo conta que analisar a atividade cerebral diante de uma única imagem repugnante foi suficiente para prever a ideologia política dos voluntários com 95 a 98% de precisão.

Os resultados mostram que as ideologias políticas são desenvolvidas a partir de respostas do cérebro relacionadas à forma como nossos antepassados protegiam sua família contra ameaças ambientais. Essas respostas teriam sido transmitidas para as gerações futuras, o que faz os pesquisadores acreditarem que as reações de aversão são herdadas.  A hipótese surgiu a partir de uma pesquisa anterior que mostrava que a ideologia política também era algo hereditário.

Conservadores tendem a ter uma resposta mais intensa a imagens repugnantes, mas os cientistas não sabem exatamente por quê. Talvez porque os ancestrais dessas pessoas precisaram desenvolver esse tipo de reação para evitar a contaminação por doenças.

Claro que há fatores ambientais capazes de influenciar na orientação política. Montague faz uma analogia à altura: essa característica é herdada, mas nutrição, sono e atividade física também podem fazer uma pessoa crescer mais ou menos.

Da próxima vez que você criticar seu amigo no Facebook por ter ideias liberais ou conservadoras demais, lembre-se que essa pessoa tem razões para defender seus ideais políticos.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS