Pular para o conteúdo

Família e amigos são preventivo contra depressão em jovem

Jairo Bouer

14 de outubro


r-SCHOOL-BULLY-large570

Adolescentes que cresceram em um ambiente familiar difícil são mais propensos a ser intimidados na escola. É o que mostra um estudo feito na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, que ainda destacou a importância dos amigos e do apoio dos parentes na prevenção da depressão entre os jovens.

A adolescência é um período chave no desenvolvimento de um indivíduo, e também uma época em que muita gente começa a apresentar sinais de depressão. Um dos principais fatores de risco para o transtorno é a vivência de adversidades na infância, especialmente no ambiente familiar, como falta de afeto, perda de algum membro, dificuldades financeiras, abuso emocional, físico ou sexual.

Outro fator que tem sido associado à depressão em jovens é o bullying – o assédio moral enfrentado pelos pares. Este fator, quando associado a problemas na infância, torna os sintomas da depressão ainda mais graves, segundo os pesquisadores. Os resultados foram publicados na revista PLoS ONE.

A equipe, do departamento de psiquiatria, avaliou cerca de 800 adolescentes (322 garotos e 449 garotas). Modelos matemáticos foram utilizados para analisar o impacto que amizades e apoio familiar aos 14 anos podem ter aos 17 anos, especificamente nos jovens que enfrentaram um ambiente adverso na infância e também foram intimidados na escola.

Os pesquisadores descobriram que os jovens que haviam enfrentado problemas familiares na infância foram os mais propensos a sofrer bullying. E estas, por sua vez, foram menos propensos a ter uma boa rede de amigos na adolescência – associação que foi mais forte para os garotos.

O trabalho também concluiu que o apoio da família e dos amigos no início da adolescência ajuda a reduzir os sintomas depressivos posteriores, provavelmente porque melhoram a autoestima, trazem alívio ao estresse e ajudam a desenvolver habilidades interpessoais.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS