Pular para o conteúdo

Estudo revela fantasias sexuais frequentes entre homens e mulheres

Jairo Bouer

14 de outubro


FANTASIA300Um estudo canadense fez uma espécie de raio-X das fantasias sexuais e confirmou que a maioria dos homens sonha em dividir a cama com duas mulheres. Segundo a pesquisa, até 60% das mulheres pensam em situações de submissão, como ser amarrada ou forçada a ter relações sexuais, resultado que explica o sucesso da série de livros “Cinquenta Tons de Cinza”.

O trabalho, feito por pesquisadores do Instituto Universitário em Saúde Mental e o Instituto Philippe Pinel da Universidade de Montreal contou com os depoimentos de 1.517 adultos da província de Quebec (799 homens e 718 mulheres), com idade média de 30 anos.

Os pesquisadores, liderados por Christian Joyal, concluíram que homens têm mais fantasias e as descrevem de forma mais vívida. Em geral, os comprometidos pensam muito mais em relacionamentos extraconjugais do que as mulheres.

Um dos pontos mais intrigantes, segundo Joyal, foi a frequência com que os homens relataram fantasias com travestis, sexo anal e a ideia de ver a parceira transando com outro homem – desejos que as teorias evolutivas não conseguem explicar.

Por último, o trabalho concluiu que, ao contrário dos homens, as mulheres têm uma clara distinção entre fantasia e desejo. Para elas, ser dominada por um estranho, por exemplo, é algo que passa muitas vezes pela cabeça, mas elas deixam claro que não gostariam de vivenciar a situação. Já os homens adorariam que todas as suas fantasias se tornassem realidade.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS