Pular para o conteúdo

Estudo em ratos leva a composto que reduz danos do álcool ao cérebro

Jairo Bouer

14 de outubro 2019 7:22




CERVEJA300 - Estudo em ratos leva a composto que reduz danos do álcool ao cérebroO “binge drinking”, ou beber mais de quatro ou cinco doses de álcool em pouco tempo, é uma prática comum entre os jovens nos fins de semana. Mas os efeitos desse hábito podem ir além da ressaca. Estudos indicam que ingerir grandes quantidades de álcool de uma vez com alguma frequência pode causar danos cerebrais. E a consequência pode ser ainda mais grave para os adolescentes, cujos cérebros ainda estão em desenvolvimento.

Um estudo feito em ratos e publicado esta semana no Journal of Alcoholism and Drug Dependence sugere que um composto chamado etano-beta-sultam poderia reduzir os prejuízos causados pelo beber pesado episódico. O trabalho foi feito na Universidade de Huddersfield, no Reino Unido.

Os pesquisadores descobriram que a substância foi capaz de diminuir a inflamação e a perda de células no cérebro. Após recebê-la toda vez que consumiam grande quantidade de álcool, as cobaias apresentaram melhor desempenho em testes de memória do que os que não receberam o composto.

A equipe concorda que é polêmico investir em uma droga que teria o poder de mascarar os efeitos do consumo excessivo de álcool. Por outro lado, os pesquisadores acreditam que seria uma forma de reduzir danos. A substância também poderia ter alguma utilidade para outras doenças que afetam o cérebro, como o alzheimer.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS