Pular para o conteúdo

Estudo associa insônia do adolescente a depressão e ansiedade

Jairo Bouer

14/10/2019 19:17




jovensinsonia300 - Estudo associa insônia do adolescente a depressão e ansiedadeUm estudo australiano com alunos de ensino médio mostra que a insônia na adolescência muitas vezes é um sinal de depressão e ansiedade. Além disso, mostra que jovens que têm mais disposição à noite tendem a sofrer mais com o problema. Os resultados foram publicados na revista Sleep Medicine.

O trabalho foi feito por pesquisadores da faculdade de psicologia da Universidade de Adelaide. Eles entrevistaram mais de 300 estudantes com idades entre 12 e 18 anos para conhecer aspectos como hábitos de sono e saúde mental.

Muita gente tende a se sentir mais disposto pela manhã, enquanto outras pessoas mal conseguem raciocinar direito nesse período e preferem deixar tarefas importantes para a tarde ou a noite. São os chamados vespertinos.

Segundo o principal autor do estudo, Pasquale Alvaro, adolescentes com essa característica, ou seja, que são mais ativos à noite, são mais propensos a ter insônia e depressão.

Esse dado é importante porque os jovens tendem a desenvolver uma preferência pela noite, o que acaba virando um ciclo vicioso: quanto mais tarde vão dormir, mais difícil fica funcionar durante o dia.

Ainda de acordo com a pesquisa, jovens vespertinos também são mais propensos a sofrer de transtorno obsessivo-compulsivo, ansiedade de separação e fobia social.

Cerca de 11% dos adolescentes com 13 a 16 anos, na maioria dos países, sofrem de dificuldades para pegar no sono ou permanecer dormindo. E, se essa parcela dos jovens tende a sofrer mais de depressão e ansiedade, a falta de sono também é capaz de agravar o problema, além de aumentar o risco de envolvimento com drogas e álcool.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS