Pular para o conteúdo

Como o excesso de peso interfere no início da puberdade para os meninos?

Jairo Bouer

14 de outubro


obesidadeinfantil700

Um novo estudo confirma que a obesidade e o sobrepeso em crianças pode interferir na regulação hormonal e, por consequência, no início da puberdade. A questão é que os efeitos são diferentes para meninos e meninas.

O trabalho, liderado por uma equipe de pediatras da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, indica que, se para as meninas o excesso de peso é sabidamente associado à puberdade precoce, para os meninos, a relação é mais complexa. Quando há sobrepeso, a tendência é a puberdade iniciar mais cedo, mas, nos casos de obesidade, o início é mais tardio. Mas a etnia também pode ter um papel relevante nessa história.

Os pesquisadores analisaram dados de mais de 3.600 garotos com idades entre 6 e 16 anos. Do total, 49,9% eram brancos, 25,8%, negros, e 24,3%, hispânicos. Os dados incluíram medidas de peso, estatura e puberdade, como presença de pelos pubianos e desenvolvimento da genitália.

Todos os meninos entraram na puberdade em uma faixa etária considerada normal. Mas, para brancos e negros com excesso de peso, o início foi mais cedo que para os garotos com peso normal. E os obesos tiveram início mais tardio. Já entre os hispânicos não houve diferenças não significativas.

O estudo não analisou possíveis causas para essas diferenças, o que deve ser pesquisado no futuro. Mas trabalhos anteriores já tinham mostrado como o excesso de gordura corporal provoca aumento do hormônio sexual feminino, o que pode interferir no desenvolvimento sexual dos garotos.

Os resultados foram publicados na revista Pediatrics e comentados no site Medical News Today.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS