Pular para o conteúdo

Acordar tarde nos fins de semana pode prejudicar sua saúde

Jairo Bouer

14/10/2019 19:35




Você já deve ter ouvido falar em jet lag, aquele mal-estar que as pessoas sentem depois de viajar para uma região em que o fuso-horário é diferente ao do país de origem. Segundo pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, não é preciso ir longe para ter o problema. Acordar mais tarde nos fins de semana já é suficiente para ter o que os especialistas chamam de “jet lag social”.

De acordo com a equipe, essa tendência a compensar as horas a menos de descanso de segunda a sexta pode interferir no nosso relógio biológico, e aumentar o risco de diabetes e doenças cardíacas. A informação foi publicada no Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism, e divulgada pela agência Reuters.

O experimento, coordenado pela pesquisadora Patricia Wong, contou com cerca de 450 adultos de meia-idade, que tiveram seu sono monitorado. Os resultados mostraram que, quanto maior a mudança na rotina de sono os indivíduos tinham entre os dias úteis e os de folga, maior era a propensão a diabetes e doença cardíaca. Vale lembrar que pessoas que já apresentavam esse risco foram excluídas do estudo.

Os autores sugerem que o jet lag social é ainda mais prejudicial à saúde do que o jet lag normal, por ser algo contínuo. A tentação de dormir um pouco mais no fim de semana é grande, mas quem sabe não seja possível conseguir um meio-termo, dormindo um pouco mais nos dias úteis?

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS