Pular para o conteúdo

Abuso de laxantes por meninas leva Reino Unido a cogitar restrições

Jairo Bouer

14/10/2019 19:20




LAXANTE300 - Abuso de laxantes por meninas leva Reino Unido a cogitar restriçõesA agência que regula medicamentos no Reino Unido está considerando a possibilidade de restringir a venda de laxantes. A questão é que esses produtos parecem inofensivos, mas não são – nem mesmo os naturais. Muitas garotas com anorexia ou bulimia fazem uso abusivo dessas pílulas por acreditarem que isso ajuda a emagrecer.

Um documentário produzido pela BBC e noticiado no Daily Mail mostra que qualquer garota pode comprar laxantes aos montes sem ser questionada. No Brasil também não há nenhuma restrição a esse tipo de medicamento – quem sabe as autoridades, aqui, também não começam a pensar no assunto?

Usados de forma inadequada, os laxantes provocam diarreia, desidratação e alteram o equilíbrio de eletrólitos no organismo, podendo causar queda brusca de pressão e desmaios. A longo prazo, esses produtos prejudicam o fígado e podem causar insuficiência cardíaca. Sem contar que provocam um tipo de dependência – a pessoa não consegue evacuar sem ajuda deles.

Uma garota de 15 anos mostrada no documentário conta que chegou a ir parar no hospital após tomar 20 comprimidos de laxantes. Ela ficou tão desidratada, que a pressão caiu demais e o coração passou a bater muito devagar. Outra jovem conta que começou a usar esses produtos aos 13 anos, com a esperança de perder peso. Ela começou tomando quatro ou cinco, mas, com o tempo, precisava de 20 ou até 30 comprimidos para conseguir o efeito desejado.

É importante lembrar que a diarreia até faz o ponteiro da balança diminuir, mas o que se perde é água, e não gordura. Por isso, a perda de peso é só temporária. O tratamento dos transtornos alimentares muitas vezes inclui a redução do uso de laxantes, até a retirada completa. No começo o intestino custa a funcionar, mas, com paciência e consumo de fibras, acaba voltando ao normal.

 

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS