Pular para o conteúdo

Como controlar o tempo de tela dos filhos durante a quarentena?

Jairo Bouer

18 de março


A tecnologia é uma ótima aliada em tempos de quarentena e distanciamento social. Algumas escolas têm proposto atividades online, e as conferências em vídeo com amigos e familiares ajudam a substituir os encontros de verdade. A questão é: como controlar o tempo dos mais jovens diante das telas numa situação como essa?

Tentar manter uma rotina, na medida do possível, é a melhor maneira de garantir que os adolescentes não tenham prejuízos. Para isso, é fundamental que os pais deem o exemplo, como têm reforçado os especialistas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos EUA, em sua página sobre o covid-19.

A principal dica é que a família estabeleça um horário fixo para acordar, dormir, fazer as refeições, mergulhar nas atividades escolares/trabalho e relaxar. Para muitos pais não será fácil monitorar os filhos nas telas enquanto eles próprios se esforçam para manter a concentração no trabalho remoto. Por isso é necessário ter conversas francas e estabelecer acordos.

Ainda que os adolescentes ganhem algum tempo extra para usar os eletrônicos, é preciso garantir que eles façam algum tipo de exercício. Pode até ser dentro de casa, com ajuda da própria tecnologia, mas uma caminhada ao ar livre é bem melhor – desde que as pessoas mantenham uma distância saudável umas das outras.

É recomendável que os pais tomem cuidado com o excesso de notícias alarmantes, já que isso pode aumentar a ansiedade dos jovens. E a máxima de desligar os eletrônicos uma ou duas horas antes de ir para cama deve continuar valendo. Afinal, mais do que nunca é preciso dormir bem para manter o equilíbrio emocional e a imunidade.

FIQUE POR DENTRO DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS